• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Anitta rebate comentário machista de seguidor 'Nem todo homem tem esta mentalidade medíocre', disse a artista

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 19/03/2017 11:54 Atualizado em: 19/03/2017 13:02

Anitta dá resposta a seguidor na rede social. Foto: br.jetss.com/Reprodução da Internet
Anitta dá resposta a seguidor na rede social. Foto: br.jetss.com/Reprodução da Internet
Nas redes sociais, a cantora Anitta respondeu a comentário machista de um seguidor. O cantor Nego do Borel publicou um vídeo com a artista carioca para divulgar a música Você partiu meu coração, uma parceria entre os dois e Wesley Safadão. Os fãs da dupla repercutiram a possibilidade de os dois se tornarem um casal. No entanto, um deles chamou a atenção de Anitta, que deu uma lição de moral no seguidor. "Essa ele já passou a vara algumas vezes… Será??”, escreveu o internauta.

A artista, dona de hits como Band e Show das poderosas, não deixou passar em branco. "Ninguém passa a vara em ninguém, querido. Nem todo homem tem esta mentalidade medíocre de que a mulher que dança e usa a roupa que quer tem que ser desrespeitada ou quer ser 'comida' como você deve dizer. Por isso nego é meu irmão que amo tanto. Ele respeita as mulheres esteja ela muito vestida, pouco vestida, dançando até o chão ou paradinha sentada no sofá…. como você deveria fazer ao invés de sair julgando os outros sem conhecer… somos irmãos, ele já me viu de todas as formas possíveis e continua me respeitando e me amando como melhores amigos que somos. Pq, sim, isso é possível. Pessoas são pessoas… se homem fica com a mulher ele é o fodão que passa a vara … mas a mulher é piranha? Pq? Vamos rever isto?" rebateu Anitta.

A reação desconstrói a imagem passada por Anitta em participação no programa Altas horas (Globo), em 2014, quando debateu sobre machismo com Pitty. A roqueira tem o feminismo como uma das bandeiras principais da carreira. O ponto em questão era liberdade sexual feminina. Parte do público associou a carioca a discursos machistas, que contradizem as músicas cantadas por ela, como Deixa ele sofrer e Bang.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.