• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Artes Bicentenário da Revolução Pernambucana ganha exposição com relíquias no Recife Vídeos, desenhos do francês Jean-Baptiste Debret, espada do Leão Coroado, manuscrito da legislação implantada em Pernambuco e outros itens compõem mostra no Museu da Cidade do Recife

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/03/2017 18:30 Atualizado em:

Exposição terá duração de um ano. Foto: Museu da Cidade do Recife/Divulgação
Exposição terá duração de um ano. Foto: Museu da Cidade do Recife/Divulgação

O bicentenário da Revolução Pernambucana de 1817 inspiram exposição inaugurada neste domingo, às 16h, no Museu da Cidade do Recife (Forte das Cinco Pontas, s/n, São José). A mostra 1817: Revolução Republicana traça um panorama da insurreição libertária, evidencia os rebeldes da época e contextualiza os acontecimentos em torno do movimento.


A apresentação é dividida em cinco eixos: os ideiais da rebelião, a vida na então Vila de Santo Antônio do Recife de Pernambuco, a documentação inerente ao período, os locais afetados e os símbolos remanescentes da tentativa de instauração de uma república ante o império português. O material colocado à disposição dos visitantes inclui vídeos, a espada do Leão Coroado, a primeira prensa que chegou ao Recife, manuscrito da legislação implantada em Pernambuco, desenhos do francês Jean-Baptiste Debret, entre outros subsídios para auxiliar a compreensão histórica do acontecimento revolucionário.

A música criada especificamente para lembrar o movimento, criada pelo compositor Múcio Callou, será executada pela primeira vez publicamente. No evento, também serão lançados dois livros: ABCdário da Revolução Repubicana de 1817 e História da Revolução de Pernambuco de 1817. A mostra fica aberta ao público de terça-feira a domingo, das 9h às 17h, até o dia 5 de março. A entrada é franca. Informações: 3355-9558.

Acompanhe o Viver no Facebook:

[VIDEO1]



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.