• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Cinema Ator comenta personagem gay em A Bela e a Fera: 'nunca julgue o livro por sua capa' Josh Gad interpreta LeFou no longa, que vem gerando polêmicas antes desde anúncio

Por: Estado de Minas

Publicado em: 07/03/2017 14:49 Atualizado em: 07/03/2017 15:14

Josh Gad comenta sobre a polêmica envolvendo seu personagem em "A bela e a fera". Foto: Disney/Divulgação
Josh Gad comenta sobre a polêmica envolvendo seu personagem em "A bela e a fera". Foto: Disney/Divulgação


A versão live-action de A bela e a fera nem chegou aos cinemas e já está causando polêmica. Acontece que, de acordo com o diretor do longa Bill Condon, o personagem LeFou é homossexual e o filme terá o ''primeiro momento gay'' em um filme da Disney. Apesar de alguns críticos já terem anunciado que as imagens do filme estão longe de serem escandalosas, a afirmação gerou polêmica. Em entrevista a revista People, o intérprete do personagem, o ator Josh Gad, comentou a controvérsia.


"Acho que já falamos tudo que era necessário sobre isso, incluindo as pessoas que ainda não viram o filme e fizeram julgamentos. O que vou dizer é que esse filme é algo com inclusão, tem algo a oferecer para todo mundo. Há temas nele que eu realmente acho muito importantes e provamente o mais importante é: nunca julgue um livro por sua capa", disse.

O ator ainda declarou que muito do preconceito está associado à ignorância. "Há tanto medo lá fora do que nós não entendemos e não conhecemos. E você tem um personagem em Gaston que usa seu charme de forma ofensiva para convencer as pessoas a atacarem alguém que elas não conhecem, alguém que é diferente, alguém que só representa perigo porque Gaston falou que ele representa perigo".

Por fim, ele comentou a importância do tema: "Eu acho que é relevante hoje como era quando a história foi lançada no passado. Então é o que eu espero que as pessoas pensem do filme".

O comentário, no entanto, gerou polêmica. Recentemente um cinema norte-americano anunciou que irá boicotar o filme e não irá exibi-lo em suas salas. Já um deputado russo, ao comentar sobre a controvérsia, disse que o filme se trata de uma "propaganda gay" e agora pede para que o filme seja banido do país.

A bela e a fera chega aos cinemas no dia 16 de março. No entanto, Emma Watson (Bela), San Stevens (Fera), Luke Evans (Gaston) e Ewan McGregor (Lumiere).

Acompanhe o Viver no Facebook:


 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.