• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Entretenimento 'Fora Temer' é frase da camisa do bloco Eu Acho é Pouco em 2017 Peças já estão à venda e foram elaborados pela designer Lin Diniz

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 30/12/2016 09:17 Atualizado em: 30/12/2016 12:12

Bloco tradicionalmente de esquerda traz as cores vermelho e amarelo como símbolo. Foto: Facebook/Reprodução
Bloco tradicionalmente de esquerda traz as cores vermelho e amarelo como símbolo. Foto: Facebook/Reprodução


O bloco carnavalesco Eu Acho é Pouco anunciou a estampa em comemoração aos 40 anos, completados em 2017. Com uma arte criada pela designer Lin Diniz, a estampa traz o dragão, símbolo do estandarte, com frases de cunho político, como "Fora Temer", "Lutaremos pela democracia sempre", "Por uma mídia democrática", entre outras. As camisas já estão à venda, custam R$ 40 e podem ser adquiridas nas lojas Trocando em Miúdos (Parnamirim e Espinheiro) e Estação Quatro Cantos (Olinda).

Confira o roteiro de shows no Divirta-se

De acordo com publicação no Facebook, os organizadores afirmam que a situação política do Brasil em 2016 não vai fazer o povo deixar de lutar e deve criar "novas formas de resistência". Em uma das postagens sobre a roupa, eles comentam que as frases estampadas "traduzem o estado de espírito de um bloco que sempre saiu em defesa da democracia".

Criado em 1977, o Eu Acho é Pouco é tradicionalmente de esquerda e desfilou em comícios do Partido dos Trabalhadores (PT) e em atos contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Ele surgiu em Olinda e até hoje mantém as cores vermelha e amarela com símbolos do seu estandarte.

Os desfiles ocorrem no sábado e terça-feira de carnaval, em Olinda. Na segunda-feira, o bloco sai com uma versão infantil, o Eu Acho é Pouquinho, em Olinda. O carnaval 2017 será entre os dias 24 e 28 de fevereiro. Confira abaixo detalhes da estampa da camisa do Eu Acho é Pouco para o próximo ano:

Designer Lin Diniz foi a responsável por criar o visual gráfico do abadá 2017. Foto: Facebook/Reprodução
Designer Lin Diniz foi a responsável por criar o visual gráfico do abadá 2017. Foto: Facebook/Reprodução


Acompanhe o Viver no Facebook:

Viver


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.