• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Cinema Dez dramas na Netflix para se emocionar A gente te ajuda a navegar as profundezas da plataforma de streaming

Por: Eduarda Fernandes

Publicado em: 05/11/2016 13:33 Atualizado em:

Christopher Plummer surpreende com sua performance em Memórias Secretas. Foto: Universal/Reprodução
Christopher Plummer surpreende com sua performance em Memórias Secretas. Foto: Universal/Reprodução


Escolher um filme na Netflix nunca é tarefa fácil - as opções são tantas que acabamos passando mais tempo escolhendo que assistindo. Pensando nisso, decidimos separar alguns dos melhores dramas disponíveis na plataforma de streaming - tem filme para se emocionar, se surpreender e até mesmo para rir. Pode preparar a pipoca!

Leia também: Dez filmes de suspense na Netflix para prender o fôlego

20 séries na Netflix para fazer maratona em um final de semana

Memórias secretas (2015)

 

Christopher Plummer (o Capitão Von Trapp de A noviça rebelde e ganhador do Oscar em 2012 por Toda forma de amor) apresenta uma das performances mais impactantes de sua carreira como Zev Guttman, um judeu que perdeu a família em Auschwitz. Agora mais velho e fragilizado pelo Alzheimer, Zev decide ir em busca do guarda nazista responsável pela tragédia. O longa conta ainda com o veterano Martin Landau no elenco.


O que nós fizemos no nosso feriado (2014)

Separados, Doug (David Tennant, Doctor who) e Abi (Rosamund Pike, Garota exemplar) precisam fingir que ainda estão juntos durante uma reunião de família para comemorar os 75 anos do pai de Doug (Billy Connolly, Quarteto). A farsa, no entanto, será mais difícil de manter do que se imagina. O que nós fizemos no nosso feriado oscila entre a comédia e o drama familiar e apresenta-se como uma ótima opção nos dois gêneros.


Tallulah (2016)

Querendo se livrar da filha por uma noite, uma socialite alcóolatra contrata uma estranha para cuidar da criança. Desesperada com as condições de vida da pequena, Tallulah decide ir além dos deveres de uma simples babá e assumir de vez os cuidados da criança. O longa, que estreou no Festival de Cinema de Sundance, em janeiro deste ano, conta com Ellen Page (Juno) e Allison Janney (The west wing – Nos bastidores do poder) no elenco.


Deus da carnificina (2012)

O longa de Roman Polanski, com seu cenário único e elenco pequeno, não nega que foi baseado em uma peça. Com Kate Winslet (O leitor), Christoph Waltz (Bastardos inglórios), Jodie Foster (O silêncio dos inocentes) e John C. Reilly (Chicago) formando o elenco, Deus da carnificina acompanha um dia na vida de dois casais extremamente diferentes, unidos por uma situação inusitada.


A grande beleza (2013)

Ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro em 2014, o longa narra a insatisfação do escritor Jep com a vida luxuosa e vazia que leva em Roma. A grande beleza é um belo e, ao mesmo tempo, perturbador retrato da sociedade italiana.


Conduzindo Miss Daisy (1989)

Jessica Tandy (Os pássaros) é uma senhora conservadora e ranzinza, que não aceita precisar de um motorista (Morgan Freeman) – muito menos que ele seja negro. Conduzindo Miss Daisy engana com seus diálogos engraçados e situações inusitadas, mas o longa, que se passa no sul dos Estados Unidos nos anos 1950, é uma emocionante história de amizade e companheirismo.



Shame (2011)

Que a Academia do Oscar comete erros em suas nomeações não é novidade, e ter deixado Michael Fassbender de fora no ano de Shame foi um deles. Fassbender surpreende como Brandon, um nova-iorquino que luta para criar um laço verdadeiro com alguém em um mundo onde todas as relações são passageiras. Carey Mulligan (O grande Gatsby) também está no elenco.


Estão todos bem (2009)

Um viúvo que não mantém contato com os filhos decide ir atrás de cada um deles para retomar os laços perdidos. O longa tem seu lado comédia e consegue manter o tom leve a ponto de surpreender quando aborda assuntos mais profundos. Estão todos bem é uma versão hollywoodiana do italiano Estamos todos bem, escrito por Giuseppe Tornatore (Cinema Paradiso) e com Marcello Mastroianni no papel que foi para Robert De Niro.



Em busca de um caminho (2010)

Martin Sheen brilha na comédia Grace and Frankie, também disponível na Netflix, mas em Em busca de um caminho ele retorna às suas origens no drama. Sheen é Tom, um médico que nunca aprovou as escolhas de vida do filho, Daniel. Ao saber da morte dele, durante uma expedição no caminho de Santiago de Compostela, Tom embarca em uma jornada para recuperar o corpo de Daniel e trazê-lo de volta para casa.


Procura-se um amigo para o fim do mundo (2012)

Steve Carell (The office) é um dos mais premiados comediantes americanos, mas em Procura-se um amigo para o fim do mundo o ator mostra sua veia dramática como Dodge, um homem solitário que não quer passar os seus últimos dias na Terra (um asteróide deve colidir com o planeta em breve) sozinho. O longa conta ainda com Connie Britton (American horror story) e Keira Knightley (Orgulho e preconceito) no elenco.


 

 

 



 



Acompanhe o Viver no Facebook:


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.