• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Paredão metralhadora é candidata a hit do carnaval 2016 Banda baiana, comandada por Tays Reis, chama atenção com clipe Paredão metralhadora que já acumulou mais de 1 milhão de visualizações na internet

Publicado em: 11/01/2016 16:20 Atualizado em: 21/01/2016 12:37

A temática feminista faz parte da Banda Vingadora desde o início, a começar pela aposta no ritmo chamado arrochadeira. Foto: Divulgação
A temática feminista faz parte da Banda Vingadora desde o início, a começar pela aposta no ritmo chamado arrochadeira. Foto: Divulgação


Como um tiro de metralhadora: tra-tra-tra-tra… Assim pode ser definido o repentino sucesso da Banda Vingadora, que, até a última semana, só era bastante conhecida na região baiana. Criado há 11 meses, o grupo é comandado pela cantora Tays Reis, 20 anos, e é dono da faixa Paredão metralhadora, que, ao que tudo indica, deve ser um dos hits do carnaval 2016.

A música foi lançada neste ano no primeiro CD do grupo, Vem ne mim, com 12 faixas autorais e também faz parte de um EP com os quatro principais hits da banda, que inclui outro sucesso, a canção A minha mãe deixa. Mas foi graças ao clipe, publicado em 19 de dezembro no YouTube, e ao empurrãozinho do blogueiro brasiliense Hugo Gloss, que divulgou a música em sua playlist carnavalesca, que o vídeo foi assistido mais de 1 milhão de vezes na plataforma e tornou o refrão "pega a metralhadora/tra-tra-tra-tra-tra" conhecido em boa parte do Brasil.

"Na semana passada, chegamos a 1 milhão de visitantes. Fico muito feliz com o que está acontecendo. Contei com a ajuda de várias pessoas para isso: Ivete Sangalo, Claudia Leitte, Hugo Gloss, Anitta... Todos eles postaram o vídeo, cantaram, dançaram... Eles dão esse empurrão e a coisa aconteceu meio que por osmose, naturalmente", define Tays Reis.

A animação na voz da jovem vocalista ao telefone durante entrevista ao Correio é perceptível e compreendida, já que em pouquíssimo tempo de carreira ela se tornou conhecida em todo o Brasil e tem chances de ter a música, de composição dela em parceria com o empresário Aldo Rebouças, como a canção da maior folia brasileira. "Estou torcendo para isso. A música já está entre as mais tocadas e foi algo natural. O povo está pedindo, acho que se depender da galera será sim. Não é porque é minha, mas acho que é forte", explica a cantora.



A força da faixa está em um refrão chiclete, uma coreografia fácil, um vídeo bem produzido e até certo ponto uma temática feminista. O clipe teve um custo estimado em R$ 200 mil, com produção da Agência Califórnia, uma produtora de Salvador. Já a coreografia foi montada pelo grupo baiano Fit Dance. "Quando fiz o clipe eu queria fazer algo parecido com o filme Mad max: Estrada da fúria. Queria reproduzir uma guerreira sensual, mostrar a mulher ganhando e todo o poder feminino", conta.

Diferencial

A temática feminista faz parte da Banda Vingadora desde o início, a começar pela aposta no ritmo chamado arrochadeira, uma mistura do pagode baiano com o arrocha. "O poder da mulher está também na questão musical. Estamos quebrando barreiras mesmo e mostrando a arrochadeira", diz. Antes, a única mulher que incorporava o estilo unindo ao tradicional axé era Mari Antunes, a nova vocalista do Babado Novo. "Os grandes nomes da arrochadeira são os homens... Neto LX, Gasparzinho... Até o nome da banda tem essa pegada. É a vingança musical das mulheres", completa.

Outro grande diferencial da Banda Vingadora é a incorporação do violino ao som elétrico do paredão nas arrochadeiras de Tays Reis. A ideia ao criar o grupo foi exatamente inovar ao incluir o instrumento da música clássica. "Quando a gente montou a banda, queríamos pensar em algo diferente, algo que só a gente tivesse. Daí veio o 'violino do poder'. A gente misturou a música clássica com a arrochadeira", afirma a cantora. O violino do poder, como ficou conhecido o som do instrumento nas faixas, é de autoria do músico Dan Rodrigues.

Entenda porque Paredão metralhadora pode ser o hit do carnaval

Refrão chiclete
Assim como toda música que acaba levando o título de hit do carnaval, a faixa da Banda Vingadora tem sim um refrão chiclete e com presença de onomatopeia (lembra de Lepo lepo?). "Pega a metralhadora/tra-tra-tra-tra-tra/ As que comandam vão no tra-tra-tra-tra".

Abraçada pelos famosos
A música ganhou destaque principalmente após ser adotada pelo blogueiro brasiliense Hugo Gloss, que a incluiu em sua playlist de carnaval e fez um post divulgando o clipe. Além disso, Anitta dançou a coreografia e Ivete Sangalo e Claudia Leitte cantaram a faixa em seus shows.



Coreografia
Toda música do carnaval tem que ter uma coreografia fácil que possa ser repetida pela galera. E Paredão metralhadora tem isso. A coreografia foi montada pelo grupo de dança Fit Dance.



Temática feminista
Dois mil e quinze foi o ano do empoderamento feminimo e 2016 tem tudo para continuar sendo. Até por esse motivo, a música ter um aspecto de valorizar o poder feminino tem chances de sucesso. No clipe, a vingadora, vivida por Tays Reis (a vocalista da banda), vence uma disputa entre homens e mulheres.

Investimento no clipe

A virada na carreira da funkeira Valesca Popozuda aconteceu quando ela investiu pesado no clipe de Beijinho no ombro. O objetivo da Banda Vingadora foi parecido ao gastar R$ 200 mil para gravar o vídeo da faixa, uma superprodução feita pela produtora Agência Califórnia, de Salvador.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.