• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Banda Uó inicia hoje a pré-venda de Veneno, novo CD do trio Descrito pelos integrantes como um antídoto a ser injetado na veia, o álbum traz novidades para os fãs do pop nacional

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 28/08/2015 16:28 Atualizado em: 28/08/2015 16:47

"Veneno" é totalmente pop e teve produção musical de Davi Sabbag. Foto: Divulgação
"Veneno" é totalmente pop e teve produção musical de Davi Sabbag. Foto: Divulgação

Candy Mel, Davi Sabbag e Mateus Carrilho. O trio goiano que ficou conhecido no Brasil pelo tecnobrega com pegada pop, segue para lançamento do segundo album da banda, Veneno. A data oficial é 4 de setembro, mas os fãs já podem conseguir o CD pela pré-venda, disponível a partir de hoje (28), no iTunes.

Veneno é totalmente pop e teve produção musical de Davi Sabbag com participação de alguns produtores nacionais e direção criativa de Mateus Carrilho. A composição das 12 novas músicas esteve por conta dos três. "Foi uma delícia fazer esse segundo álbum, as ideias borbulharam e nós colocamos tudo pra fora", conta Mateus.

A capa, mostra a que veio a banda. A inspiração para a foto dos cantores, nus em uma Ferrari em chamas, ocorreu em uma viagem a Berlim para um show. "Eu vi a foto de uma mulher nua deitada em uma Ferrari e amei aquilo. Dois anos depois fizemos outro disco, escolhemos o nome e quando joguei no google a palavra "veneno", a mesma Ferrari vermelha apareceu. Não teve outro jeito, decidimos por essa ideia, foi como uma resposta", explica Mateus.

A banda, que já cantou com Preta Gil e Mr. Catra, preparou para Veneno a participação de Karol Conká e Vanessa Jackson. Segundo os cantores, "qualquer disco pop que se preze precisa ter negras poderosas, lindas e abusadas".

A banda lançou ontem o clipe de É da rádio, faixa do novo album. Explorando uma família nada convencional, Mateus Carrilho, diretor criativo, se inspirou nos anos 1990 para figurino e coreografias.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.