• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Luto Morre o cineasta Simião Martiniano Aos 82 anos, o diretor, produtor, compositor e ator continuava em atividade, com novos projetos

Publicado em: 27/04/2015 11:04 Atualizado em: 27/04/2015 15:39

Simião em 2007, quando lançou o filme A Valise Foi Trocada. Foto: Ricardo Fernandes/ DP/ D.A.Press
Simião em 2007, quando lançou o filme A Valise Foi Trocada. Foto: Ricardo Fernandes/ DP/ D.A.Press

 
Morreu na manhã desta segunda-feria o cineasta Simião Martiniano, aos 82 anos. Ele estava internado na Santa Casa da Misericórdia devido a problemas decorrentes de um câncer no esôfago. Sua saúde já estava em uma situação delicada há meses, mas ele continuava a desenvolver novos projetos cinematográficos. Nascido em Alagoas, em 1932, dirigiu nove longas-metragens, rodados em formatos diversos, como super 8, VHS e câmeras digitais.

O velório é realizado na tarde desta segunda, a partir das 14h, no Cemitério de Santo Amaro, no Recife, e o enterro está marcado para as 11h da terça.

Sua carreira no ramo audiovisual foi desenvolvida em Pernambuco. Ele morava em Jaboatão dos Guararapes e também trabalhava como comerciante informal no Centro do Recife, atividade que inspirou o apelido "O Camelô do Cinema", usado como título de um documentário sobre sua vida e obra, dirigido pelos cineasta Hilton Lacerda e Clara Angélica.

O vagabundo faixa-preta (1992) é o maior clássico da filmografia de Simião. Artes marciais, comédia e bangue-bangue eram a especialidade do cineasta, que também era ator tanto nos próprios filmes como em obras de outros diretores, como O homem da mata, de Antônio Carrilho.

"Simião era um homem inteligente, inventivo, de humor fino. Deu uma enorme contribuição pro audiovisual pernambucano, apesar de ser mais festejado do que assistido", declarou, pelo Facebook, o produtor Rafael Coelho, que trabalhava na finalização das refilmagens de A mulher e o mandacaru, A valise foi trocada e A moça e o rapaz valente. O material será transformado na série de TV Simião remake, com produção da empresa Página 21, que também produziu Show variado (2010).

FILMOGRAFIA
Traição no Sertão (1979)
A rede maldita (1991)
O vagabundo faixa preta (1992)
A mulher e o mandacaru (1994)
Traição no Sertão (1996, refilmagem)
O herói trancado (1999);
A moça e o rapaz valente (1999)
A valise foi trocada (2007);
Show variado (2010)

Assista à sequência de abertura do filme O vagabundo faixa-preta:



Veja participação de Simião Martiniano como ator no teaser do curta Noites traiçoeiras, de João Lucas Melo:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.