• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Em vídeo, Lenine adianta detalhes do novo disco, "Carbono" O lançamento será no dia 30 de abril, com show em São Paulo

Por: Luiza Maia - Diario de Pernambuco

Publicado em: 10/04/2015 15:06 Atualizado em: 13/04/2015 15:15

 (Foto: Flora Pimentel/Divulgação)

O cantor e compositor Lenine começou nesta semana a contagem regressiva para o lançamento de Carbono. Desde quarta-feira, ele publica nas redes sociais vídeos filmados pela fotógrafa Flora Pimentel sobre o processo de composição e produção das 11 faixas, gravadas entre janeiro e março deste ano no Rio de Janeiro, em São Paulo, Salvador e Amsterdã. O lançamento será no dia 30 de abril, com show no Sesc Pinheiros, na capital paulista.

A primeira faixa é Castanho, parceria com Carlos Posada, da banda Posada e o Clã, formada ainda por Gabriel Ventura, Hugo Noguchi, Gabriel Barbosa e Bruni Giorgi, filho de Lenine. "Ele fez um texto que é autobiográfico, mas também tem tudo a ver comigo. Ele também tem um casamento duradouro, é um cara que tem esse núcleo familiar como uma âncora poderosa na vida dele. Isso a gente tem em comum", compara Lenine.


A letra de Castanho faz referência a outras composições do pernambucano e tem uma conotação pantaneira, interiorana, sertaneja, segundo Lenine. O violeiro Ricardo Vanini faz participação. "Teria que ser alguém que tivesse um perfil mais contemporâneo da viola. E o Ricardo é um roqueiro violeiro, caiu como uma luva. Foi muito bacana e fundamental na formação da canção. O Ricardo foi uma grande descoberta, uma grande garimpagem", elogia.


A segunda faixa, O impossível vem pra ficar, é uma parceria com Vinicius Calderoni e coprodução de Tó Bandileone, ambos do projeto 5 a Seco. "Eu gosto muito, já fiz participação do no disco deles. É uma garotada - sou um senhor, já posso dizer isso - que eu admiro muito, tem um jeitão de fazer, também tem o mesmo tipo de DNA que carrego, então tem essa coisa da canção, dessa importância que a música brasileira tem", afirma Lenine. "Eu queria reafirmar para mim a importância que essa nova geração tem".

Enquanto Carbono não sai, escute as faixas de Chão:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.