• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Artistas de fora escolhem Pernambuco para gravar videoclipes As belezas do estado pesam na escolha da terrinha como cenário para as produções

Por: Camila Souza

Publicado em: 02/10/2013 13:11 Atualizado em: 02/10/2013 13:59

 (Reprodução/YouTube )

Comum em novelas, o recurso de gravar imagens longe do habitat natural dos personagens da trama foi parar nos videoclipes. Por aqui, o brega foi um dos últimos a excursionar fora. “É uma maneira de legitimar a produção”, pontuou o professor e pesquisador Fernando Fontanella. Diríamos mais. Com uma concorrência de 100 horas de vídeo postadas, por minuto, no YouTube, mostrar o “diferente” ou o “naturalmente bonito” virou questão de sobrevivência na indústria musical. Pernambuco saiu ganhando. Enquanto os pratas da casa saíam, aos poucos, em busca de novas locações, a terrinha virou palco das mais variadas produções.

O cantor Marcelo D2 se aproveitou do nosso carnaval para gravar Está chegando a hora (abre-alas), lançado em junho. O vídeo tem imagens da folia do Recife, Olinda e Bezerros e, segundo a diretora da produção, Gandja Monteiro, é uma homenagem à cultura brasileira. “Retratamos um outro Brasil, um outro carnaval (não aquele que é exportado para o exterior), com personagens que estão presente na cultura mas nem sempre sob os holofotes”, escreveu. As câmeras passam pela casa do Mestre Salu (Olinda), ateliê de J.Borges (Bezerros) e Galo da Madrugada, com Alceu Valença, Luis Melodia e até Dominguinhos.

Sem personalidades ilustres, a piauiense Stefhany Absoluta, do Crossfox amarelo, investiu alto (cerca de R$ 50 mil, segundo a mãe e empresária, Nete França) em Menino sexy (2011). Boa parte do clipe foi produzida no Forte Orange, em Itamaracá, além do Cais José Estelita e Boa Viagem. “A beleza do local pesou. Queríamos algo mais natural e original, sem falar na energia positiva da cidade”, conta Nete. Vinte anos antes, a italiana Deborah Blando já havia pisado (e deitado) nas areias da praia do estado. Ela gravou Decadence avec elegance enquanto fazia shows pelo Nordeste.

No sertanejo, simplicidade não vende. São as superproduções a marca de um estilo tão em alta na web. Só no ano passado, dos dez vídeos mais vistos no YouTube, no país, quatro eram de astros do gênero. O problema é que os roteiros se repetem, sempre com mulheres, bebidas, carros e baladas. A dupla paulista Alex e Ronaldo cansou. Só um pouco. Repetiu os fatores, mas mudou o cenário. Filmou A gatinha e a cerveja em um hotel de luxo em Itapissuma, no Litoral Norte. “Como é um estilo mais saturado e repetitivo, buscamos uma paisagem diferenciada”, justificou o diretor Jozart. Algo parecido fez a Forró Safado que, após obter os direitos autorais de Vó, tô estourado, saiu da Bahia, com Léo Santana a tiracolo, para a Marina Gavôa, em Igarassu.

Em contrapartida, foi a busca pela simplicidade que levou o paulista Marcelo Jeneci a Sairé, município com menos de 15 mil habitantes, no Agreste. Na verdade, prazos curtos e baixo orçamento empurraram o cantor à terra dos avós paternos, onde passava as férias na infância. Os familiares são os protagonistas do clipe Felicidade. Jeneci teve tanta sorte que, nos dois dias de filmagens, choveu e fez sol, contraponto perfeito para a letra: “Chorar, sorrir também e depois dançar / Na chuva quando a chuva vem / Melhor viver, meu bem / Pois há um lugar em que o sol brilha pra você”. Quase que em agradecimento, ele fez um documentário, homônimo à canção.


Está chegando a hora (abre-alas)
Marcelo D2
Ano: 2013
Visualizações: 501 mil
Locações: Olinda, Bezerros
e Recife
Com uma câmera nervosa, o internauta pode até sentir a energia do carnaval. O excesso de cores torna a fotografia da produção interessante visualmente.


Menino sexy 
Stefhany Absoluta
Ano: 2011
Visualizações: 1,8 milhão
Locações: Itamaracá, Cais José Estelita e Boa Viagem
Stefhany vendeu o clipe como “algo nunca feito até então”. Pode até ser. Mas os problemas de roteiro dificultam o entendimento entre o que é história e o que é atualidade.


Decadence avec elegance
Deborah Blando
Ano: 1991
Visualizações: 174 mil
Locações: Boa Viagem e Olinda
Deborah é só empolgação. Corre, pula, se joga na areia da praia e até dança com outros músicos. Vale o registro, em sépia, da estrangeira com o “exótico” Nordeste.


A gatinha e a cerveja
Alex e Ronaldo
Ano: 2012
Visualizações: 17,8 mil
Locações: Itapissuma
Só o fato de sair dos
repetitivos ambientes
fechados já torna a produção melhor visualmente. No mais, é a a tal suposta fórmula de sucesso do sertanejo: mulher, carros, bebidas…


Vô, tô estourado
Forró Safado
Ano: 2012
Visualizações: 1,6 milhão
Locações: Igarassu
Além de um céu bem azul,
a banda pegou carona no
bem-sucedido Léo Santana (Parangolé). Mas, com uma história “padrão sertanejo”, o vídeo não inova, a não ser pelo cenário.


Felicidade
Marcelo Jeneci
Ano: 2011
Visualizações: 2,1 milhões
Locações: Sairé
Felicidade passa verdade. Produzido a partir de histórias reais dos moradores da cidadezinha, no Agreste pernambucano, simplicidade e fotografia tornam o clipe quase um filme. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.