Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Música » Referência entre ações socioculturais, Projeto Guri completa 18 anos Alunos se apresentaram no domingo junto com o grupo norte-americano de metais The Rodney Mack Philadelphia Big Brass

AD Luna - Diarios Associados

Publicação: 01/07/2013 17:47 Atualização: 01/07/2013 18:49

Meninos e meninas do Guri tocam com The Rodney Mack Philadelphia Big Brass. Foto: Alessandra Costa/Divulgação Guri
Meninos e meninas do Guri tocam com The Rodney Mack Philadelphia Big Brass. Foto: Alessandra Costa/Divulgação Guri
São Paulo, noite de domingo. Na mesma hora em que Brasil e Espanha iniciavam, no Maracanã, o jogo que daria o título de tetracampeão da Copa das Confederações aos brasileiros, o palco do belo Auditório do Ibirapuera recebia a apresentação que abriu a série de comemorações dos 18 anos do Projeto Guri. No palco, 30 alunos deste que é um dos maiores, senão o maior, projeto sociocultural do país ligado à música, se apresentaram com o grupo de metais norte-americano The Rodney Mack Philadelphia Big Brass.
 
Mantido pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e coordenado por duas organizações sociais (Associação Amigos do Projeto Guri, que atua no interior e no litoral; e Santa Marcelina Cultura, na capital paulista), o Guri é realizado em conjunto com centenas de prefeituras e apoio de empresas privadas, somando aproximadamente 500 parceiros públicos e privados.

Cerca de 50 mil crianças e adolescentes, entre 6 e 18 anos, recebem de graça, aulas de música popular e erudita, em mais de 400 polos de ensino, localizados em 320 cidades de São Paulo. Para participar, é preciso estar devidamente matriculado em alguma escola. Para os jovens da Fundação Casa, a antiga Febem, são destinadas 1880 vagas.

Sob o comando da maestrina convidada Emily Threinen - diretora artística do The Boyer College of Music and Dance, da Temple University da Filadélfia -, os meninos e meninas que se destacaram em turmas de alunos de Bauru e Itaberá encantaram o público que ocupou o Ibirapuera.
 
 

Na primeira parte do concerto, eles apresentaram com bastante segurança e sensibilidade arranjos para Carmina Burana, de Carl Orff, e Aria da Cantilena, Bachiana nº 5, de Heitor Villa-Lobos. Dois integrantes da Rodney Mack - liderado pelo trompetista que leva seu nome - tocaram o 1º Movimento/Allegro do concerto duplo para dois trompetes, composto por Antonio Vivaldi.

Na segunda parte do programa, os integrantes do The Rodney Mack Philadelphia Big Brass divertiram a audiência com suas interpretações impecáveis, pontuadas por explicações de obras pertencentes a compositores antigos e contemporâneos, a exemplo de Johann Sebastian Bach, Leonard Bernstein e Harry James. O contagiante som de New Orleans também foi contemplado com uma obra de domínio público dessa cidade dos Estados Unidos, conhecida por sua mistura de culturas e sons e por ser considerada um dos berços do jazz.

Seja por meio da tradução feita pela diretora executiva do Guri, Alessandra Costa, por gestos e até pela fala direta de um de seus integrantes - o qual, segundo Rodney informou, aprendeu português em apenas um mês - os músicos do conjunto se comunicavam muito bem com o interessado público, do qual faziam parte várias crianças. Algumas destas, por sinal, se deleitaram com um inusitado e brilhante solo de tuba. As deliciosas gargalhadas infantis ouvidas durante a performance demonstraram isso.

Músicos da Rodney Mack Philadelphia não cansaram de exaltar o convívio que tiveram, durante uma semana, com a meninada do Guri e explicitaram seu desejo de voltar ao Brasil outras vezes. Na última parte do concerto, eles tocaram juntos uma versão para Billy Jean (clássico de Michael Jackson), medley de canções do grupo de soul Earth Wind and Fire e finalizaram a apresentação bastante aplaudida com Aquarela do Brasil, de Ary Barroso.

Naná

Em julho do ano passado, o percussionista Naná Vasconcelos apresentou, em São Paulo e outras cidades do interior paulista, o show Calungá - o mar que separa é o mar que une junto com 39 crianças e adolescentes do Projeto Guri. O espetáculo aborda o universo da cultura afro-brasileira e relembra o sofrimento vivido pelos escravos negros na travessia marítima que os trouxe da África para cá.
Um DVD com parte dessas apresentações deve ser lançado em breve.
 
 
 
O repórter viajou a convite da produção do Projeto Guri.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »