Mobilidade Trânsito no bairro de Campo Grande será alterado neste sábado para implantação de ciclofaixa

Publicado em: 14/03/2019 15:50 Atualizado em: 14/03/2019 16:27

A intervenção acontece no trecho entre as ruas Othon Paraíso e Odorico Mendes. Foto: Blenda Souto Maior/DP.
A intervenção acontece no trecho entre as ruas Othon Paraíso e Odorico Mendes. Foto: Blenda Souto Maior/DP.
A circulação na pista local da Avenida Agamenon Magalhães será alterada neste sábado (16). De acordo com a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), a mudança vai viabilizar a implantação da ciclofaixa Othon Paraíso no bairro de Campo Grande, Zona Norte do Recife. A intervenção acontece no trecho entre as ruas Othon Paraíso e Odorico Mendes, que tinha sentido duplo para veículos e, agora, passa a ser mão única no sentido Olinda.

Com a mudança, os condutores que vêm da Rua Odorico Mendes devem seguir pela pista principal da Avenida Agamenon Magalhães e girar à direita nas vias de acesso à pista local. Esse trecho da via passará a ter sentido único. Nele, a área para ciclistas terá uma ciclofaixa no sentido Boa Viagem, no lado esquerdo da via. No sentido Olinda, haverá uma ciclorrota, ou seja, uma faixa compartilhada com os carros.

A previsão de liberação das rotas cicláveis é o fim do mês. Os quatro quilômetros de extensão da ciclofaixa Othon Paraíso vão se somar aos 8,7 km das ciclofaixas Professor José dos Anjos e Santos Dumont já concluídas desde o início de março. As novas rotas farão conexão com as já existentes Marquês de Abrantes e com o Eixo Cicloviário Camilo Simões. Segundo a CTTU, a estrutura irá beneficiar nove bairros: Campo Grande, Beberibe, Arruda, Rosarinho, Mangabeira, Campina do Barreto, Água Fria, Encruzilhada, Santo Amaro, além de permitir a ligação com Olinda.

Para regulamentar a mudança de circulação, a CTTU informou que vai realizar a manutenção de toda sinalização vertical e horizontal das vias. Além disso, a maior parte do percurso pelo qual a ciclofaixa Othon Paraíso será implantada passará a ter velocidade regulamentada de 40 km/h, sendo o trecho de ciclorrota com 30 km/h de velocidade regulamentada. O órgão também irá disciplinar o estacionamento existente na Rua Paulo de Arruda com o objetivo de viabilizar maior segurança viária aos modais.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.