Direitos Palestras e oficinas gratuitas em Olinda discutem empoderamento e dignidade das mulheres

Publicado em: 14/03/2019 10:10 Atualizado em: 14/03/2019 12:31

Serão realizadas palestras e oficinas gratuitas, que abordarão temas que permeiam o universo feminino. Foto: Shilton Araujo/Esp.DP
Serão realizadas palestras e oficinas gratuitas, que abordarão temas que permeiam o universo feminino. Foto: Shilton Araujo/Esp.DP

Na próxima segunda (18), a Faculdade de Olinda (Focca) realiza o seminário “Mulher, poder, justiça e cidadania”. Serão realizadas palestras e oficinas gratuitas, que abordarão temas relevantes que permeiam o universo feminino como a violência doméstica e familiar e a rede de proteção estatal à mulher, os desafios da família monoparental, movimentos sociais de mulheres e o ciberativismo na contemporaneidade, o empoderamento feminino e os desafios da mulher na carreira jurídica, e ainda os direitos sexuais e reprodutivos, sob a perspectiva da saúde sexual e reprodutiva. O evento é aberto ao público.

A conferência de abertura, marcada para acontecer às 8h, será proferida pela juíza da vara de violência doméstica e familiar contra a mulher, Ana Cristina Mota e pela desembargadora, Daisy Andrade, presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJPE. Ambas vão falar sobre a rede de proteção a mulher nas questões de violência doméstica e familiar. Na ocasião, também será lançado o vídeo da campanha de solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero, intitulado #ElesPorElas.

Depois, das 9h às 11h30, terão início as oficinas sobre “Violência contra as mulheres”, trazendo um diálogo sobre as diversas expressões da violência contra a mulher, suas tipificações e legislação para coibir e enfrentar a violência e a importância da rede de proteção. Outra oficina sobre “Movimentos sociais de mulheres na era do ciberativismo”  vai evidenciar os elementos que perpassam esse movimentos, a partir do resgate de pautas, marchas e demandas publicadas nas redes sociais e que ganharam repercussão mundial. Além dessas, as oficinas “Representação social do feminino” e “A mulher e o mercado de trabalho”.

Depois do intervalo, a partir das 15h, o público terá a oportunidade de participar de outras 3 oficinas que são: “Direitos sexuais e direitos reprodutivos para mulheres”, “Família monoparental com chefia feminina em destaque”, e por fim, “Violência contra as mulheres”. As facilitadoras das oficinas são alunas do curso de Direito da Focca e professoras do curso de Serviço Social da Unisãomiguel.

À tarde, além dos fóruns de discussão dos temas em pauta serão oferecidos diversos serviços também gratuitos com o apoio da Secretaria de Saúde Municipal de Olinda, como aferição de pressão arterial e glicerina capilar, massagem e limpeza de pele. A noite, às 19h, a programação será encerrada com as palestras das advogadas, Andrea Almeida Campos, professora de direito da Unicap e conselheira da Cátedra Unesco/Dom Helder Câmara de Direitos Humanos; e Fabiana Leite, presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB/PE, que vão falar sobre o empoderamento da mulher no âmbito profissional e os desafios que enfrentam na carreira jurídica da contemporaneidade.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.