Meio Ambiente Uma araponga e um papagaio-verdadeiro são entregues à CPRH

Publicado em: 11/03/2019 18:39 Atualizado em: 11/03/2019 18:43

Crédito: CPRH
Crédito: CPRH

Uma araponga-comum foi entregue voluntariamente aos cuidados da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), nesta segunda-feira (11), junto com um papagaio-verdadeiro. Os dois pássaros são considerados vulneráveis e foram levados à Agência ambiental por um senhor que, ao comprar um sítio na Região Metropolitana do Recife, "herdou" as aves, deixadas pelo antigo dono da propriedade.

O construtor Paulo Guedes Hacker, ao saber da presença delas no sítio que comprou, no limite entre os municípios de Jaboatão dos Guararapes e Moreno, optou por fazer a entrega. Ele levou os pássaros nas próprias gaiolas. “É o melhor para eles”, resumiu, deixando inclusive as gaiolas.

A araponga-comum, ave passeriforme da família Cotingidae, é considerava vulnerável pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN). Junto com o papagaio-verdadeiro, a que foi entregue à CPRH já foi encaminhada ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da CPRH, onde serão tratados e reabilitados para depois serem devolvidos à natureza. A araponga deve ser repatriada para o Sudeste, enquanto o papagaio será solto no Sertão pernambucano – passando a figurar nas estatísticas do projeto de reintrodução Papagaio da Caatinga, que procura preservar a espécie.

Biólogos do setor de Fauna da CPRH destacaram que raramente uma araponga aparece no Cetas Tangara, ainda mais vindo de entrega voluntária. As que já passaram pelo Centro foram apreendidas em ações de combate ao tráfico de animais silvestres. Pelas informações, a que foi entregue nesta segunda vivia há pelo menos três anos no cativeiro e chegou a ser solta algumas vezes, mas sempre retornava. Agora, passará por período de reabilitação para ser, depois, devolvida definitivamente à natureza.  


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.