Centenário Carreata celebra a coroação da padroeira do Recife Festejos pelo centenário da coroação de Nossa Senhora do Carmo, em 1919, continuam até setembro

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/03/2019 07:55 Atualizado em: 11/03/2019 08:37

Imagem peregrina da Virgem do Carmo foi doado por Maria I, rainha de Portugal.
Foto: Ricardo Fernandes/Arquivo DP. (Imagem peregrina da Virgem do Carmo foi doado por Maria I, rainha de Portugal.
Foto: Ricardo Fernandes/Arquivo DP.)
Imagem peregrina da Virgem do Carmo foi doado por Maria I, rainha de Portugal. Foto: Ricardo Fernandes/Arquivo DP.

Uma carreata marcou ontem o início da peregrinação da imagem de Nossa Senhora do Carmo pelas mais de 130 paróquias da Arquidiocese de Olinda e Recife. A peregrinação, que deve seguir até o segundo semestre deste ano, celebra o centenário da coroação canônica da santa, ocorrida no dia 21 de setembro de 1919. A carreata percorreu o trecho entre o Pátio do Carmo, no Centro da capital pernambucana, e a Catedral da Sé, em Olinda, e terminou com uma missa. A imagem peregrina da Virgem do Carmo é a mesma que anualmente, no mês de julho, segue em procissão pelas ruas do centro do Recife na tradicional Festa do Carmo. A iniciativa, coordenada pela Província Carmelitana de Pernambuco, não se limitará à exposição da imagem nas paróquias. A programação referente à coroação, realizada no

dia 21 de setembro de 1919, inclui hospitais e casas públicas dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Em Olinda, a imagem permanece até o dia 31 de março, seguindo depois para o município de Igarassu.

Os festejos pelo centenário da coroação começaram em setembro do ano passado e continuam até setembro deste ano. Além da peregrinação, o programa prevê um congresso mariano, com palestras e workshops para os fiéis, no mês de maio. “É um tempo de muita festa, graças e comemoração”, afirma o coordenador da peregrinação, frei Nilton Santos. Um dos objetivos da peregrinação, segundo o frade, é aproximar a “Mãe do Carmelo” dos devotos no território da arquidiocese. Nossa Senhora do Carmo foi declarada padroeira secundária do Recife em 1909. O primeiro padroeiro é Santo Antônio.

A peregrinação está dividida em etapas. A primeira parte, iniciada ontem, segue até 5 de julho. Do dia 6 até o dia 16 de julho, data em que os católicos homenageiam a padroeira do Recife com uma grande procissão, as atenções se voltam para a Festa do Carmo. A peregrinação volta a acontecer no início de agosto, seguindo até o dia 20 de setembro.

A coroação canônica de Nossa Senhora do Carmo foi um grande evento religioso no Recife. Em setembro de 1919, a imagem doada por Maria I, rainha de Portugal de Algarves de 1777 a 1815, saiu da Igreja do Carmo, desfilou pelas ruas centrais da capital e foi coroada solenemente no Parque 13 de Maio, na Boa Vista, com a presença de 34 bispos brasileiros. Três anos após a coroação, os frades carmelitas iniciaram uma campanha para a Igreja do Carmo receber o título de Basílica, o que aconteceu em 1921.

Peregrinação

- Paróquia São Pedro Mártir de Verona (Sé de Olinda) 10 a 12 de março
- Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Salgadinho 12 a 13 de março
- Paróquia Nossa Senhora da Ajuda, Peixinhos 13 a 15 de março
- Paróquia São Benedito, São Benedito 15 a 16 de março
- Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Águas Compridas 16 a 18 de março
- Paróquia São Lucas, Ouro Preto 18 a 20 de março
- Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Tabajara 20 a 21 de março
- Paróquia Divino Espírito Santo, Jardim Brasil I 21 a 22 de março
- Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Bairro Novo 22 a 24 de março
- Paróquia São José 24 a 26 de março
- Paróquia São Francisco de Assis, Rio Doce 26 a 28 de março
- Paróquia Assunção de Maria, Rio Doce 28 a 29 de março
- Paróquia Nossa Senhora Aparecida, Janga 29 a 31 de março


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.