Carnaval 2019 Carnaval de Olinda registra mais de 3,4 milhões de visitantes A Prefeitura divulgou o balanço com os números da festividade

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 07/03/2019 11:17 Atualizado em: 07/03/2019 14:08

Prefeitura divulgou balanço das festividades na manhã desta quinta (7). Foto: Alice Mafra / PMO
Prefeitura divulgou balanço das festividades na manhã desta quinta (7). Foto: Alice Mafra / PMO
A fama e a tradição de Olinda sobre ser um dos maiores carnavais de rua do Brasil mais uma vez se confirmou: no período de 28 de fevereiro a 6 de março, segundo balanço divulgado pela administração municipal na manhã desta quinta (7), a cidade recebeu mais de 3,4 milhões de visitantes, 70% deles circulando pelas ladeiras e ruas do Sítio Histórico. Foi um acréscimo de 200 mil em relação ao ano passado. A festividade reuniu mais de 300 atrações e 1,5 mil agremiações entre os oito polos descentralizados, que foram reduzidos em relação a 2018. Ainda de acordo com a Prefeitura, não foram registrados incidentes graves durante os quatro dias da festa de momo.

Em relação ao público, houve aumento de turistas vindos de outros estados. Se até o ano anterior a quantidade deles empatava com os locais, em 2019 este número aumentou. Foram 44% visitantes oriundos de Pernambuco e 45,17% de vindos até de estados mais distantes como Acre, Rondônia e Roraima. Os estrangeiros correspondem a 10,82% do total, o que contabiliza aproximadamente 350 mil pessoas.

 De acordo com a Prefeitura, foram gerados mais de 100 mil empregos diretos e indiretos. A ocupação hoteleira chegou a 97% e o carnaval gerou uma movimentação financeira em torno de 290 milhões. O tíquete médio do folião ficou em torno de R$ 89,40. O investimento global na festa foi da ordem de R$ 6,8 milhões, sendo R$ 5.230 milhões oriundos de captações da iniciativa privada (cinco empresas) e recursos aportados pelo Governo do Estado. O prefeito de Olinda, Professor Lupércio, afirma que o valor de R$ 1.600 milhão investido pela Prefeitura voltará aos cofres públicos por meio de impostos. “Vamos recuperar por meio do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviço (ICMS), do que vai circular de acordo com a economia que circulou na cidade, de quase R$ 300 milhões. Nós, como gestores, vamos resgatá-lo logo, logo”, afirma.

Dentre as novidades do carnaval 2019, além da ampliação de 270 para 340 banheiros químicos individuais, os oito módulos sanitários termoacústicos, instalados em containers, sendo cinco femininos e três masculinos, localizados nos polos Correios (Carmo), Varadouro e Alto da Sé. A probabilidade é que eles possam ter uso permanente, após o período carnavalesco, segundo o Secretário de Patrimônio, Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico, João Luiz da Silva Júnior. “Esta experiência foi tão exitosa que o prefeito estuda a possibilidade de instalá-los próximos a pontos estratégicos de grande visitação como o Alto da Sé, que possui um serviço em pouca quantidade. Precisamos, entretanto, fazer consultas aos órgãos de preservação porque isto precisa dialogar com o patrimônio. Além disso, estamos estudando, para o carnaval de 2020, a proposta de identificar alguns imóveis não alugados durante o carnaval para que neles possam existir centros de higienização onde o folião possa ir ao banheiro, retocar uma maquiagem”, adianta.
 
Em relação ao lixo, a quantidade recolhida também cresceu comparada a 2018. No ano passado, foram aproximadamente 40 toneladas. Neste ano, 52. “Isto representa aumento do fluxo de pessoas e de consumo. Foram R$ 5 milhões de latinhas recicladas pelos catadores cadastrados. Estima-se que com a considerável quantia da coleta domiciliar, este número chegue a R$ 6 milhões”, informa o secretário. 

Sobre os polos desativados este ano, a exemplo do Fortim, no Carmo, João Luiz afirmou ainda que o principal desafio do carnaval de 2019 foi a falta do apoio financeiro. “Em abril, o prefeito já determinou a criação de um grupo de trabalho – que geralmente só se encontra a partir de junho – para começar a planejar 2020 no que diz respeito à captação. Para que possamos não mais depender de uma empresa de bebidas, mas pulverizar este apoio em várias outras. Assim, podemos ter recursos para, inclusive, retornar com polos desativados em virtude da falta de investimento”, afirma.

Em 2019, a Prefeitura contou, pelo terceiro ano consecutivo, com uma pesquisa de satisfação realizada pelo Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife. Foram 1.200 questionários aplicados cujos resultados apontaram para aprovação do carnaval da cidade por parte de 70% dos entrevistados. 97% deles também afirmaram que voltariam a Olinda nos próximos anos. 

Apesar dos altos índices de aprovação, de acordo com esta pesquisa, houve muitas reclamações em relação ao trânsito. Mesmo que o transporte por meio do aplicativo Uber tenha registrado um total de 35 mil carros em Olinda, além do 10 mil da frota de táxi, houve muita dificuldade na questão da mobilidade. “Infelizmente, tem pessoas que insistem em retirar seu carro da garagem e vir justamente no momento da folia, mas as estimulamos a virem de ônibus, táxi. Vamos avaliar, entretanto, e não tenho vaidade em relação a isso, o que precisará será corrigido”, afirma o professor Lupércio.

Ele conclui, afirmando sua opinião sobre o balanço geral. “Bastante positivo. Isto a gente pôde ver estampado no rosto dos turistas, das pessoas que vieram do interior, de outros países. A avaliação é positiva, embora haja coisas que precisem ser melhoradas. Afinal, em um universo de quase 4 milhões de pessoas, é quase impossível que isto não aconteça”, ressalta.

Segurança Urbana - 
 
O serviço de Achados e Perdidos congregou 2.217 itens, entre documentos como RG, CPF, carteira de habilitação além de cartão de crédito, cartão VEM, dinheiro, bolsas, chaves de carro e celulares. Até o momento, 213 já foram recuperados e cerca de 500 atendimentos foram realizados. O serviço segue funcionando, pelos próximos dois meses, na Secretaria de Segurança Urbana, localizada na Rua Santos Dumont, 177, Varadouro, no horário das 8h às 17h. Os interessados poderão entrar em contato, antecipadamente, por meio do telefone: 3429- 2947 ou 3429-9768. Após o prazo de 60 dias, os materiais recolhidos serão destinados a Central dos Correios. 
Durante os dias de Carnaval, foram registrados 24 Boletins de Ocorrência. O Centro de Atendimento à Mulher registrou apenas três casos de vítimas de assédio.

Decoração - 

Cerca de 800 mil bandeiras, espalhadas em forma de mosaico em pontos turísticos da cidade, deram cores e formas ao tema deste ano, “A Fantasia é Você”. Os painéis foram confeccionados, em três semanas, por uma equipe formada por 40 pessoas da empresa Artes na Rua. No total, foram 8 mil metros quadrados de decoração nos seguintes trechos: entrada da cidade, Largo do Varadouro; Av. Liberdade, no Carmo e Praça Laura Nigro, próximo ao Mercado da Ribeira. A decoração ficará montada até o dia 12 de março, aniversário da cidade.

Saúde - 

Foram realizados 2.338 atendimentos médicos, distribuídos nas unidades do Pronto Atendimento de Peixinhos, postos Barros Barreto, Laura Nigro – novidade de 2019 - e Tricentenário. As equipes do Samu registraram 138 ocorrências.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.