Meio Ambiente Econúcleo Jaqueira realizou carnaval sustentável

Publicado em: 01/03/2019 10:25 Atualizado em: 01/03/2019 10:30

Rainha e rei do carnaval 2019 participaram do evento. Foto: PCR/Divulgação.
Rainha e rei do carnaval 2019 participaram do evento. Foto: PCR/Divulgação.
Diversão e consciência ambiental deram o tom do carnaval do Econúcleo Jaqueira nessa quinta-feira (28). Na terceira edição, o evento reuniu público de todas as idades para comemorar uma das festas mais alegres do ano. Com o tema "Capibaribe, quem ama não polui", a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife (SMAS), fez os foliões curtirem a festa com responsabilidade e aprendizado sobre o meio ambiente.

Aulas de frevo, maracatu e o tradicional desfile do bloco Tum Tá na Folia aconteceram pela manhã. Além disso, o Rei e a Rainha do Carnaval 2019, Henrique e Maria Lucrécia, fizeram os carnavalescos saudarem a irreverência e cair na folia. Na ocasião, profissionais de saúde aproveitaram para dar dicas de como se preparar para a festividade com ações de aferição de pressão arterial e palestras educativas.

À tarde, uma oficina de adereços carnavalescos misturou criatividade e o uso de materiais sustentáveis na criação de adornos, maquiagem e glitter biodegradável. Para fechar as festividades, um pocket show com músicas da Turma Mangue e Tal atraiu atenções com muitas cores e com o desfile dos enfeites produzidos pelos integrantes da oficina.

"O Econúcleo da Jaqueira é um espaço de educação não formal que trata também  das questões ambientais, visando a formação e construção da cidadania. Foi muito importante realizarmos o carnaval trazendo as temáticas que mais preocupam a saúde do meio ambiente nesse período do ano onde há muito acúmulo de resíduos sólidos descartado de forma inapropriada, comprometendo o equilíbrio dos ecossistemas e também a nossa saúde", pontuou a chefe de setor de arte educação da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Daniela Albuquerque.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.