Educação MBA da Unicap abre portas para o mercado de trabalho Católica Business School aposta em horários flexíveis e corpo docente com experiências práticas a compartilhar, com planos de internacionalização dos cursos

Por: Estúdio DP | Conteúdo Patrocinado

Publicado em: 28/02/2019 16:14 Atualizado em: 28/02/2019 16:15

O pró-reitor administrativo Marcio Waked destaca a valorização do MBA entre empreendedores. Foto: Camila Pifano/Especial para o DP
O pró-reitor administrativo Marcio Waked destaca a valorização do MBA entre empreendedores. Foto: Camila Pifano/Especial para o DP

Quatro em cada cinco empregadores planejam contratar egressos de cursos de escolas de negócios. O dado, fruto das respostas de 93 empregadores de multinacionais ao Graduate Management Admission Council (GMAC), é de 2018 e, apesar de não refletir uma amostra representativa de contratantes, revela uma tendência clara que surge. Ter um Master of Business Administration (MBA, Mestre em Administração Empresarial, em tradução literal) tornou-se um diferencial para ingressar, se recolocar ou mudar de área no mercado de trabalho.

Essa importância já havia sido destacada em um levantamento da QS, provedora de pesquisas para o ensino superior e escolas de negócios globais. De acordo com o relatório, a demanda no Brasil por trabalhadores com MBA no currículo apresentou um aumento de 16%, acima da média global, que foi de 13% no mesmo período. Um estudo da consultoria Robert Half apontou ainda um aumento de aproximadamente 66% no salário para quem tem essa especialização.

Há cerca de 20 anos, quando os MBAs não eram tão conhecidos, a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) já havia apostado no modelo com aulas mais práticas, horários flexíveis e formação de corpo docente com professores capacitados e com experiência na área em que lecionavam. Com o passar dos anos, a instituição – única universidade de Pernambuco com nota máxima, conceito 5, pela avaliação institucional do Ministério da Educação (MEC) – aumentou o número de cursos e se adaptou às novas demandas do mercado de trabalho.

Aliando a tradição de 75 anos da universidade aos novos modelos de ensino, a Católica Business School aposta nas metodologias ativas para formar os estudantes do MBA. Esse método de ensino se caracteriza pela personalização, criação de itinerários e roteiros específicos que atendam às necessidades de cada aluno ou grupo de estudantes. Os conteúdos são explorados a partir de desafios dentro de um contexto especifico de aprendizado, que pode utilizar a tecnologia ou não, contanto que a atividade os incentive a investigar, refletir, desenvolver senso crítico e solucionar questões.

Waked acredita que a troca de conhecimentos entre alunos de diferentes áreas nas mesmas turmas de MBA são oportunidades de crescimento e networking. Foto: Camila Pifano/Especial para o DP
Waked acredita que a troca de conhecimentos entre alunos de diferentes áreas nas mesmas turmas de MBA são oportunidades de crescimento e networking. Foto: Camila Pifano/Especial para o DP


O objetivo é criar um ambiente de negócios e parcerias que reúna empresas e instituições parceiras. O projeto da Unicap conta com a participação do Instituto Empresarial Ação Pela Cidadania, CEPLAN, M.Xavier Consultoria; Instituto Católico de Engenharia na França; Católica Porto Business School; Bio Fair Trade; Radar Executivo e Porto Social. “Os empreendedores dão muito valor aos profissionais que estão cursando ou cursaram um MBA”, destaca o pró-reitor Administrativo Márcio Waked.

Quem cursa um MBA de alta qualidade tem como legado ainda o networking. As aulas que consistem na troca de experiências do âmbito profissional, criam um ambiente de novas oportunidades e ampliam a visão sobre o mercado. “Uma das características desses cursos é que você convive com pessoas de diversas áreas. Em uma turma, temos profissionais que vêm da engenharia, do terceiro setor, de administração, de comunicação, do setor bancário e outros, então é um ambiente muito enriquecedor e que favorece a formação de redes”, pontua Waked.

Outra meta do programa é a internacionalização das experiências. “Nós queremos, através de parcerias com outras escolas de negócios ao redor do mundo, ampliar a possibilidade de nossos alunos conviverem em outros ambientes de negócio, em outros países, suportados por uma mesma linha metodológica de educação executiva. No mercado, no mundo globalizado, onde as organizações estão conversando o tempo todo, isso se faz necessário”, explica Maurício Xavier, diretor da Católica Business School.

>> ENTENDA

Homologada no ano passado pelo MEC, a Resolução dos CNE/CES 01/2018 estabeleceu novas normas e diretrizes para a oferta de cursos de pós-graduação lato sensu, os chamados cursos de especialização, no Brasil. No texto, essa modalidade também abarca o ensino a distância e procedimentos de equivalência para reconhecer cursos similares à pós-graduação lato sensu, como o MBA, para aprimoramento de conhecimentos em administração, e o LLM (Master of Laws), em direito.

De acordo com o Ministério da Educação, “as pós-graduações lato sensu compreendem programas de especialização e incluem os cursos designados como MBA. Com duração mínima de 360 horas, ao final do curso, o aluno obterá certificado e não diploma. Esses cursos são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores e que atendam às exigências das instituições de ensino, conforme a Lei de Diretrizes e Bases (LDB)”.

>> MBAs 2019.1 da Católica Bussiness School

LLM Direito Previdenciário e Processo Previdenciário (segunda turma)
MBA em Finanças e Controladoria  (12ª Turma)
MBA em Gestão de Negócios (15ª Turma)
MBA Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Organizacional (primeira turma)
MBA em Gestão de Projetos  (oitava turma)
MBA em Investimento em Ações e Mercado de Capitais (segunda turma)
MBA Liderança Inovadora para Sustentabilidade (primeira turma)

>> INSCRIÇÕES

As inscrições estão abertas até o dia 8 de março. Os interessados devem preencher o formulário de inscrição, imprimir o comprovante de inscrição e anexar os seguintes documentos, entregando-os na Secretaria do Espaço Executivo da Unicap:

Original e cópia do diploma
Original e cópia do histórico escolar
Original e cópia do documento de identidade e CPF
Currículo
Fotografia 3×4 recente

Maurício Xavier é diretor da Católica Business School e aposta em inovação e internacionalização. Foto: Divulgação
Maurício Xavier é diretor da Católica Business School e aposta em inovação e internacionalização. Foto: Divulgação
>> DUAS PERGUNTAS: Maurício Xavier, diretor da Católica Business School

Quais as principais estratégias de modernização aplicadas na Escola de Negócios?
A Católica está investindo na modernização das salas da Escola de Negócios, isso muito vinculado à metodologia de ensino executivo, que é uma metodologia baseada em 50% das aulas teóricas e 50% de vivências práticas, com estudos de casos, discussões em grupo, que propiciam a aplicabilidade imediata da teoria atualizada com questões de mercado trazidas à sala de aula pelos estudos de caso. Essa metodologia executiva requer um ambiente não-tradicional. Em vez daquele formato em que o professor passa o conhecimento, ele se torna um facilitador. O professor traz a atualização dos conceitos teóricos e conduz o processo de contextualização da teoria para a prática de mercado.

E como funcionam as parcerias entre a Escola de Negócios e empresas?
As parcerias são um convênio entre as empresas e a universidade, de modo que os funcionários das empresas tenham bolsas ou descontos para participar dos cursos. Também avaliamos, através de um processo de escuta, as necessidades de cada organização, e transformamos isso em sugestões, em desenvolvimento de competências. Podemos, ainda, criar cursos ou treinamentos específicos para alguma empresa, de acordo com as necessidades dela, além de palestras, capacitações ou mesmo cursos de longo prazo, atendendo às necessidades daquela organização. 




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.