Não é não! Atendimento à mulher, durante Carnaval, ganha reforço para combater abusos

Publicado em: 21/02/2019 18:07 Atualizado em:

Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ
Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ
Para combater os casos de abuso e importunação sexual contra a mulher, que tendem a aumentar no período de Carnaval, as operativas da segurança pública também estarão de prontidão para fazer o atendimento especializado às mulheres. Tentativa de beijo forçado e qualquer outro tipo de assédio são crimes previstos pela Lei nº 13.718/2018, que estipula pena de reclusão de 1 a 5 anos. 

Em Santo Amaro, a Delegacia da Mulher funcionará 24h, enquanto na Central de Plantões de Olinda haverá um plantão extra da Polícia Civil com prioridade de atendimento à mulher e grupos vulneráveis. O serviço atuará na sede da Secretaria de Direitos Humanos, localizada na Avenida Sigismundo Gonçalves, nº 599, no bairro do Carmo.

“É preciso entender que existe um limite que separa a paquera da importunação sexual. Os policiais estão preparados para autuar em flagrante esses importunadores e encaminhá-los à audiência de custódia”, ressaltou o secretário executivo de Defesa Social do estado, Humberto Freire.

Além disso, delegacias móveis serão instaladas no Marco Zero e no Pátio de São Pedro, assim como durante o Papangu, em Bezerros e no Encontro dos Maracatus em Nazaré da Mata. Também haverá reforço em 24 delegacias de plantões no Recife e Região Metropolitana do Recife, em 20 delegacias de plantões no Agreste e Zona da Mata e mais 20 delegacias do Sertão.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.