prisão Ex-mascote do Sport é preso por suspeita de estupro

Por: Yasmin Nascimento

Publicado em: 21/02/2019 11:12 Atualizado em: 21/02/2019 11:46

Anderson é investigado por dois casos de estupro de vulnerável. Foto: Divulgação/Polícia Civil
Anderson é investigado por dois casos de estupro de vulnerável. Foto: Divulgação/Polícia Civil
Anderson Joaquim da Silva, 38 anos, que ficou conhecido em Pernambuco por dar vida ao mascote Léo do Sport Clube do Recife, foi preso na noite dessa quarta-feira (20) por suspeita de estupro de vulnerável na Ilha de Itamaracá, Litoral Norte do estado. Após a descoberta da investigação, o suspeito vendeu sua casa no município de Camaragibe e se instalou no local aonde foi encontrado. 

De acordo com o delegado Breno Varejão, Anderson está sendo investigado por dois casos  — um aconteceu há oito anos, na época a vítima tinha seis anos, e o outro no final do ano passado, uma adolescente de 14 anos.

Anderson está na Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Camaragibe. O crime de estupro de vulnerável tem pena prevista de oito a 15 anos.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.