Gestantes Fotógrafa faz campanha para comprar medicamento em falta na farmácia do Estado

Publicado em: 20/02/2019 14:02 Atualizado em:

Pacientes reclamam que endoxaparina sódica está em falta há cerca de dois meses. Crédito: Peu Ricardo/DP
Pacientes reclamam que endoxaparina sódica está em falta há cerca de dois meses. Crédito: Peu Ricardo/DP

Uma campanha que envolve ensaios fotográficos para gestantes está arrecadando dinheiro para a compra do medicamento enoxaparina sódica, conhecido com nome comercial como Clexane. Em falta na farmácia do estado, o medicamento é fundamental para continuidade da gestação de mulheres com trombofilia. Em função da falta do remédio, o Instituto Luz Natural, da fotógrafa Andréa Leal, lançou uma campanha de arrecadação através do site http://www.vakinha.com.br/vaquinha/sos-tvp para comprar o Clexane e doar às mulheres que precisam.

Por meio do projeto Foco Solidário, a fotógrafa resolveu engajar mais pessoas. Dessa forma, todas as gestantes que contratarem miniensaios estarão contribuindo com a campanha. A verba do contrato será revertida para a aquisição do medicamento para ajudar as gestantes que estiverem precisando da droga e que não tenham condições de compra-la com meios próprios. Os miniensaios duram meia hora e são realizados no Studio Andréa Leal, em Casa Forte.

"Impossível não sentir empatia por essas mães já tão sofridas, porque geralmente já têm um histórico de abortos causados pela doença... Fotografar gestantes, eternizar por meio da minha fotografia esse momento de plenitude, de vida, de felicidade e amor transbordantes é uma das coisas que mais amo fazer. Mas nem sempre a gestação é feita de momentos suaves e tranquilos e não podemos fechar os olhos pra isso. É dever de todos nós (e eu me sinto parte disso) enxergar as dificuldades que as pessoas atravessam e tentar ajudar da maneira que nos cabe. Encontrei uma forma de aliar meu trabalho diretamente a esta causa, tão nobre, tão urgente e de uma forma solidária", defende Andréa.

Em janeiro deste ano, o Diario publicou matéria denunciando a falta das ampolas de clexane. Na época, a Farmácia de Pernambuco informou que "tem realizado todas as medidas legais cabíveis para fazer o reabastecimento do medicamento enoxaparina sódica nas suas unidades".Segundo o órgão, a apresentação de 40 mg do fármaco está com a entrega atrasada pelo fornecedor, que já foi notificado para efetivar o repasse no menor tempo possível. Ao mesmo tempo, uma licitação deu deserta, ou seja, não houve comparecimento de empresas para fornecimento. Com isso, um outro processo de compra está em curso. Em relação ao de 60 mg, está sendo finalizado o processo de compra, para abastecimento durante sete meses. A repsosta foi a mesma dada há um mês, pelo órgão, à reportagem. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.