Saúde Hospital Ulysses Pernambucano realiza Carnaval inclusivo para pacientes

Publicado em: 19/02/2019 11:50 Atualizado em: 19/02/2019 11:53

Crédito: Secretaria de Saúde/Divulgação
Crédito: Secretaria de Saúde/Divulgação

O Hospital Psiquiátrico Ulysses Pernambucano (HUP), no bairro da Tamarineira, Zona Oeste do Recife, utiliza o Carnaval como instrumento de ressocialização e inclusão social para pessoas com transtorno mental. Pacientes, comunidade, profissionais e familiares podem participar, nesta quarta-feira (20), a partir das 9h, da festa do Momo com o desfile do Bloco da Folia, ao som da orquestra do Galo da Madrugada, na área externa da unidade. A atividade será realizada em parceria com a Sociedade Pernambucana de Psiquiatria.

"Para tornar a festa ainda mais atrativa e inclusiva para os pacientes, vamos comemorar o Carnaval no espaço externo do hospital, pois a intenção é que pessoas em atendimento na emergência, que estejam em condições e queiram participar, se integrem à agremiação e possam também usufruir deste momento de descontração e promoção à cultura junto aos pacientes que estão internados neste momento", afirma a diretora do HUP, Ruth Bonow.

No último sábado (16), o artista plástico Henrique Groschke reservou uma tarde para a customização de camisas com a participação de pacientes, assistentes sociais e psicólogos da unidade de saúde. "Utilizamos diversas técnicas de estamparia para personalizar as camisas para o bloco. É uma forma de trabalhar o lúdico, de brincar com as cores, utilizando materiais doados, como tinta, tecido, cola, purpurina. Sabemos que realizar uma atividade artística em conjunto ajuda na ressocialização e na recuperação da auto-estima", comenta Henrique.

Atualmente, o hospital disponibiliza 115 leitos para tratar pacientes em crise aguda, com internamentos breves. Após a estabilização do quadro, os usuários são direcionados para darem continuidade aos seus tratamentos na rede complementar em saúde mental junto aos Centros de Apoio Psicossocial (CAPs) e à Estratégia de Saúde da Família, nos municípios.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.