Folia de Momo Cadastro de ambulantes para carnaval de Olinda é prorrogado

Publicado em: 18/02/2019 16:35 Atualizado em:

Crédito: Prefeitura de Olinda
Crédito: Prefeitura de Olinda

Foi prorrogado até a próxima quarta-feira (20) o prazo para agendamento online dos ambulantes que desejam comercializar durante o Carnaval de Olinda. O processo terminaria na última sexta-feira (15), mas devido à grande demanda, a Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento Urbano do município resolveu estender o período. Quem ainda não é cadastrado pode fazer o processo da quarta-feira (20) até sexta-feira (22), porém, para este público, o procedimento só será realizado presencialmente, na própria secretaria, na Estrada do Bonsucesso, 306, no Bonsucesso.

Os ambulantes antigos devem fazer o agendamento online, das 8h às 17h, acessando o site: www.olinda.pe.gov.br, e clicar na parte "faça seu agendamento". Para assegurar o agendamento, é preciso que os ambulantes antigos confirmem os dados e realizem o pagamento de uma taxa gerada através da plataforma. Após a quitação, eles devem se dirigir à Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento Urbano para trabalhar durante o período da festa. Os comerciantes novatos precisam, durante o agendamento presencial, apresentar RG, CPF e comprovante de residência. O atendimento ocorre das 8h às 17h.

No ato do cadastro, também é possível fazer um treinamento com inspetores da Vigilância Sanitária de Olinda (VISA) sobre formas de acondicionamento e manuseio dos alimentos e bebidas.

Os inspetores estão dando informações como: o local de trabalho deve estar limpo e organizado, os alimentos e bebidas devem estar devidamente armazenados e lacrados, o tipo de gelo recomendado com selo de garantia e dentro do prazo de validade. Para trabalhar na festa, os manipuladores de alimentos precisam usar luvas, touca, roupas de cores claras e sem ornamentos.

O trabalho da VISA já vem sendo feito no comércio durante as prévias carnavalescas nas ladeiras do Sítio Histórico.

DICA - A orientação da Secretaria de Saúde de Olinda é para os foliões não consumirem alimentos e bebidas com procedência desconhecida, observando data de validade, aspectos dos produtos e higienização do ambiente comercializado.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.