ASTRONOMIA Lua alcança o ponto mais próximo da Terra em 2019 e aparece maior

Publicado em: 18/02/2019 15:33 Atualizado em: 18/02/2019 15:40

Superlua ficará visível a partir das 17h57. Foto: Ricardo Fernandes/DP
Superlua ficará visível a partir das 17h57. Foto: Ricardo Fernandes/DP

Amanhã, (19), quem observar a lua logo que ela surge no horizonte poderá percebê-la mais brilhante e um pouco maior. É que o satélite atinge o ponto mais próximo da Terra, fenômeno conhecido como Lua Cheia de Perigeu ou, mais popularmente, a Superlua. O Observatório da Sé funcionará no horário normal, de 16h às 20h, e disponibilizará telescópios e lunetas para quem quiser desfrutar de melhor observação.

O perigeu, na verdade, ocorre às 6h02h. Ou seja, antes da lua se tornar visível no Recife. Neste momento, ela estará a 356.761 quilômetros do centro da Terra, a menor distância que atingirá em  2019. Às 17h57, o satélite se torna visível no horizonte. Embora já se tenham passado quase doze horas do ápice do Perigeu, ainda será possível perceber a lua maior e mais brilhante. "O aumento é de cerca de 14% no diâmetro e 30% no brilho em relação ao momento em que a lua está no ponto mais distante do planeta, o apogeu", explica Cleiton Batista, da Coordenação do Observatório da Sé.

As Luas de Perigeu, ou  Superluas, ocorrem a cada 14 meses lunares. São antecedidas e sucedidas por uma quase Superlua, quando o satélite alcança uma distância de cerca de 90% do ponto mais próximo à Terra. No mês passado por exemplo, na mesma data em que ocorreu o eclipse total do satélite, 21 de janeiro, aconteceu também uma quase Superlua. Uma outra acontecerá no próximo dia 20 de março. Em 14 de setembro, haverá a Lua Cheia de Apogeu, ou seja, o satélite atingirá o ponto mais distante do planeta. "É, também um momento interessante para observação e comparação fotográfica do diâmetro e brilho da Lua", afirma Cleiton.

O Observatório da Sé, que fica no Alto da Sé, Centro Histórico de Olinda, é gerido pelo Espaço Ciência -  Museu Interativo de Ciência - vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado. Funciona de terça a domingo, das 16h às 20h.    


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.