Carnaval Semana terá agenda de prévias no Recife. Confira a programação.

Publicado em: 17/02/2019 14:05 Atualizado em: 17/02/2019 14:09

Pátio de São Pedro receberá várias atrações. Crédito: PCR
Pátio de São Pedro receberá várias atrações. Crédito: PCR

Os festejos pré-carnaval não param na capital pernambucana. Ao longo da semana, serão realizados pelo menos 13 eventos, dentre eles a Terça Negra, o Baile Municipal e Encontros de Baques de Caboclinhos. A agenda vai até o próximo domingo. Confira:

Terça-feira (19)

Terça Negra Especial de Carnaval – Pátio de São Pedro, 20h
A  Terça Negra é um Encontro Cultural criado pelo MNU - Movimento Negro Unificado, que surgiu em Recife em 1979 e ganhou força na década de 90, com o objetivo de ir além do "Samba de Raiz" e divulgar outras vertentes da cultura negra, como o Maracatu, o afoxé, coco de roda e até o reggae e o hip hop. A Terça Negra Especial de Carnaval existe há mais de meia década. No palco, atrações como Coco, Afoxés, Blocos Afro e Maracatus, entre outros.

Quarta-feira (20)

55º Concurso de Fantasias do Carnaval – Clube Náutico Capibaribe, 20h
O concurso elegerá as sete melhores fantasias do Carnaval 2019 nas categorias Especial, Originalidade e Luxo. Cada concorrente pode inscrever, no máximo, duas fantasias na mesma categoria ou em categorias diferentes, desde que defendidas no desfile por pessoas diferentes.

Ao todo, o concurso distribuirá R$ 46 mil em prêmios. O vencedor da categoria Especial ganhará R$ 3 mil. Na categoria Originalidade, os três primeiros colocados receberão, respectivamente: R$ 8 mil, R$ 6 mil e R$ 5 mil. E, na categoria Luxo, os prêmios serão de: R$ 10 mil, R$ 8 mil e R$ 6 mil.

Encontro de Baques de caboclinhos e Tribos de Índios – Pátio de São Pedro, 19h

Nos dias 20 e 21 fevereiro, o Pátio de São Pedro sedia o 9º Encontro de Baques de Caboclinho, que vai reunir 16 Ternos de Agremiações de Caboclinho. O evento, aberto ao público, começa às 19h e reúne apenas os integrantes dos ‘Ternos’, que são os núcleos musicais das agremiações que relembram os povos indígenas.

Baque ou terno é o segmento do Caboclinho que reúne Surdo, caracaxás (ou maracás ou exeres) e a inúbia (flauta ou gaita), que dão ritmo às preacas (arco e flexa). O Baque pode ainda ter atabaque e caixa. Algumas agremiações contam ainda com o Mestre que “tira a Lôa”.

Pré-Reggae – Palco Alfândega, à noite

O festival, realizado pela Groovin Produções, faz parte da programação oficial e tem o apoio da Prefeitura do Recife. Além da banda Vibrações, já confirmaram presença as atrações pernambucanas Eric Gabinio, representante da nova geração, e a Manga Rosa - que vai apresentar tributo ao baiano Edson Gomes, um dos grandes nomes do reggae nacional.

Sexta-feira (22)

Acerto de Marchas no Pátio de São Pedro – 19h

A partir das 19h, o Pátio de São Pedro se torna o epicentro dos carnavais nostálgicos com os Acertos de Marcha dos Blocos Líricos e suas bandas de Pau e Corda. Quem desfila pelo Pátio serão os blocos Edite no Cordão, Bloco Lira do Carpina, Damas e Valetes, Boêmios da Boa Vista e Bloco das Ilusões.

Pré-Amp – Palco Alfândega - Noite

No mesmo palco armado no Cais da Alfândega, acontece nos dias 22 e 23 o Festival Pré-Amp, que celebra seus 15 anos. Organizado pela Articulação Musical Pernambucana, a seleção das atrações aconteceu por meio de inscrição em edital e subsequente escolha de dez nomes, por parte da produção, pertencentes às regiões do Sertão, Agreste, Zona da Mata e Região Metropolitana do Recife.

Integram a mostra competitiva, Cassi Oli (Igarassu), Siba Carvalho (Olinda), Caboclo Mestiço (Olinda), Djanira (Recife), Rasga Mortalha (Caruaru), Os Cafuçu (Garanhuns), LuaMarte (Vitória de Santo Antão), Ednardo Dali e Alysson Slam (São José do Egito).  As três primeiras colocadas serão incluídas da programação oficial do Carnaval do Recife.

Encontro de Nações – Rua da Moeda – 19h

Na sexta, a Rua da Moeda vira palco do Ensaio coletivo das Nações Aurora Africana, Leão da Campina e Almirante do Forte. No local, os batuqueiros das três nações irão se unir ao Coral Voz Nagô e a integrante do Cordel do Fogo Encantado, que receberá um tributo no espetáculo e irá entoar, junto com as nações, as músicas Preta, Boi Luzeiro, Chover e Pedrinha.

Sábado (23)

Baile Municipal do Recife – Classic Hall – 20h

Prévia carnavalesca mais longeva e tradicional da capital do Frevo, o Baile Municipal do Recife chega à sua 55ª edição e desembarca no Classic Hall no dia 23 de fevereiro. Nos salões, uma miríade de brincantes fantasiados garantem a irreverência da festa, embalada sempre por muito frevo, participação de artistas nacionais e a presença dos Rei e Rainha do Carnaval, além dos homenageados da festa: Belo Xis e Gerlane Lops. A mais pernambucana das paraenses, Gaby Amarantos, desembarca pela primeira vez na prévia e promete encantar o público.

O Baile Municipal é beneficente e terá toda renda arrecada com a venda dos ingressos revertida para instituições de assistência social. O valor dos ingressos é o mesmo do ano passado: R$ 50 (pista) e R$ 600 (mesa para quatro pessoas). As vendas estão disponíveis nos quiosques do Ticket Folia dos Shoppings RioMar, Recife, Tacaruna, Plaza, Boa Vista e Guararapes ou pelo site  https://ticketfolia.com.

Domingo (24)

Palco Frei Caneca estreia na Folia Recifense – Praça do Arsenal, 18h

A Frei Caneca FM vai colocar na rua uma prévia digna dos seus ouvintes, trazendo shows gratuitos. Para abrir a festa, o Elefante de Olinda se junta à orquestra do maestro Lessa em frente ao QG do Frevo, na Praça da Independência, às 14h. Lá promove um encontro de estandartes com diversos blocos que, juntos, irão se dirigir à praça do Arsenal, onde acontecerão os shows. O evento marca a primeira saída do Bloco Pen Drive da Madrugada, agremiação alusiva à programação especial de Carnaval mantida pela Frei Caneca desde 2018. 

Às 18h, o trio Alessandra Leão, Karina Buhr e Isaar, farão o encontro de comadres, que 20 anos depois se juntam no Recife para uma grande celebração de suas trajetórias. Logo na sequência, às 19h, será a vez da rainha do carimbó paraense, Dona Onete, que também estreia na folia recifense. No repertório estão músicas do seu mais recente e inédito trabalho, o disco “Rebujo”, e também alguns sucessos de álbuns anteriores, como “Jamburana” e “Proposta indecente”.

Vindo direto das ondas da Frei Caneca FM, o Batucada ao Vivo irá reunir representantes de diversas rodas de sambas de resistência do Recife, em um show de confraternização entre músicos e compositores que fazem a riqueza do samba autoral pernambucano, além de representação dos Grupos Terra e Cadência. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.