Consórcio Servidores do Grande Recife decretam greve a partir da próxima segunda

Publicado em: 15/02/2019 17:00 Atualizado em:

Ao longo de mais de 700 dias, após inúmeras tentativas de fechar o processo negocial dos acordos coletivos 2017 e 2018 dos servidores do Grande Recife Consórcio, fiscais de ônibus e funcionários do administrativo do consórcio decidiram, depois da realização de assembleia geral realizada na última quarta-feira (13), decretar greve por tempo indeterminado, a partir da próxima segunda-feira (18).

"Ressaltamos que a categoria sempre buscou, ao longo dos últimos dois anos, construir alternativas através da disposição de dialogar a construção de alternativas viáveis e factíveis para o respectivo fechamento das duas datas bases 2017 e 2018. Reformulamos propostas iniciais apresentadas na pauta de negociação, flexibilizamos e  renunciamos alguns ganhos imediatos no intuito de encerrarmos o processo negocial, trazendo para a categoria o mínimo de ganho sustentável financeiramente e que não afetaria demasiadamente as constas públicas do Estado. Todavia, o Governo do Estado, através da Secretaria de Administração, se mostrou insensível e não demonstrou vontade política de resolver tal impasse e conflito negocial, procrastinando por mais de 700 dias um processo negocial que tem sua repercussão finnaceira minima para o Estado", disse, em nota, o sindicato dos Servidores Públicos Civis do Estado de Pernambuco.

A categoria ainda informou que só voltará da greve após acordo com o Governo do Estado. Em nota, o Grande Recife Consórcio informou que "foi surpreendido com a notícia, divulgada na tarde dessa quinta-feira (14), de que os empregados do órgão entrariam em greve a partir da próxima segunda-feira (18). O Consórcio estranha a decisão, visto que, durante audiência no Ministério Público, a qual o Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Estado estava presente, ficou acordado que o Grande Recife definiria uma nova data de reunião para discussão e construção de propostas", disse a nota do consórcio.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.