Defesa Advogado afirma que empresário suspeito de sumir com investimentos de clientes vai se apresentar à polícia

Por: Anamaria Nascimento

Publicado em: 15/02/2019 11:11 Atualizado em: 15/02/2019 11:25

O bitcoin foi a primeira criptomoeda criada. Foto: Karen Bleier/AFP.
O bitcoin foi a primeira criptomoeda criada. Foto: Karen Bleier/AFP.
O advogado do empresário que está sendo denunciado à Delegacia de Repressão ao Estelionato por ter perdido o dinheiro de clientes que investiam em criptomoedas informou, nesta sexta-feira (15), que o cliente não tem a intenção de fugir e deve se apresentar à polícia. "Esclareço que, na tarde de ontem, entrei em contato com Doutor Rômulo (Aires), responsável pelo caso. Naquela oportunidade, firmei o compromisso de apresentar o Senhor Thiago, para que assim, o mesmo possa prestar os devidos esclarecimentos. Informei também, que ao contrário do que está sendo divulgado pelas redes sociais, Thiago não posssui a mínima intenção de fugir", afirmou o advogado Carlos Sá, em nota à imprensa. 

LEIA MAIS:

Empresário do Recife desaparece com investimento em bitcoin de mais de 20 pessoas

Até as 17h dessa quinta-feira (14), 12 pessoas haviam procurado a Polícia Civil para informar que foram lesadas por um golpe. O grupo denunciou o empresário recifense, que não teve o nome divulgado pela polícia, que teria usado os valores depositados pelos clientes e, por ser viciado em jogo, perdido o dinheiro deles.

Uma médica que não quis se identificar, como outros colegas de profissão, acreditou que faria um bom investimento ao efetuar transações com bitcoins intermediadas pelo empresário. “Tirei todas as dúvidas com ele e, desde outubro, inseria valores. Há 15 dias, porém, ele começou a enrolar para enviar os extratos”, conta. Além dela, outros médicos pernambucanos, paraibanos, alagoanos e baianos estão entre as possíveis vítimas. Eles foram convidados a fazer os investimentos pelo pai do empresário, um ortopedista que atua no polo médico do Recife.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.