LIVROS Novo setor infantil da Biblioteca Pública do Estado é inaugurado Salão de coleções, teatro de fantoche, terraço para eventos são as áreas do novo espaço

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 07/02/2019 08:36 Atualizado em: 07/02/2019 14:52

O espaço infantil passou a oferecer mais de 20 mil títulos, incluindo livros em braille. Foto: Alice de Souza/DP.
O espaço infantil passou a oferecer mais de 20 mil títulos, incluindo livros em braille. Foto: Alice de Souza/DP.
A estudante Letícia Batista, 21 anos, conheceu o mundo dos livros no ensino médio. Dentro da biblioteca da escola, ela pegou gosto pela leitura. Há dois anos, porém, não conseguia manter o hábito, pois já não dispunha do mesmo espaço. Numa visita ao centro do Recife, foi apresentada por um amigo à Biblioteca Pública do Estado (BPE). O prédio localizado em frente ao Parque 13 de Maio, em Santo Amaro, agora é quase uma segunda casa de Letícia. Em dois meses, foram sete empréstimos. Nesta quarta-feira (7), enquanto Letícia marcava presença no espaço, a BPE inaugurava uma nova estrutura para os frequentadores. Além de ampliar a tecnologia e o conforto disponíveis, o equipamento ganhou um espaço infantil.

Em reforma estrutural desde 2016, a BPE recebeu um investimento de R$ 1,1 milhão, naquela que é a segunda intervenção de melhoria dos últimos 47 anos. Do total investido, R$ 100 mil foram direcionados para o setor infantil, que agora conta com mais de 200 metros quadrados, incluindo um terraço exclusivo para atividades e recreações. A estrutura do novo setor, que fica no térreo, é dividida em salões de coleções e de leitura, videoteca, brinquedoteca, teatro de fantoches, terraço para eventos e espaço para primeiras histórias. Este último dedicado a crianças não alfabetizadas.

Há dois anos, a área infantil funcionava de maneira improvisada no salão de leitura da biblioteca.  “Esse é um equipamento importante para a educação e cultura do nosso estado. O setor infantil é uma novidade que fortalece o hábito da leitura. O antigo estava com problemas estruturais e funcionando de forma improvisada”, afirmou o secretário de educação do Estado, Fred Amâncio, destacando também que a biblioteca está estrategicamente localizada em frente ao parque 13 de Maio e no entorno de 10 escolas. “Quanto mais cedo criamos o hábito da leitura, maior as chances de termos adultos leitores”, ressaltou.

O setor infantil ganhou um incremento de 3 mil livros e agora tem uma acervo de 20 mil obras, dentre as quais títulos em braille. Dentro do espaço, há ainda uma área dedicada a obras infantis de autores pernambucanos e clássicos adaptados, com nomes como Raimundo Carrero, Osman Lins, Lenice Gomes e Josué Limeira. Os alunos da Creche Escola Municipal Ana Rosa Falcão de Carvalho foram os primeiros a desfrutar do novo espaço, que funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. A previsão é de que ao longo do ano a ala infantil também seja aberta aos sábados. Ao longo da semana, há uma agenda de programações fixas dedicada aos pequenos, com competições de jogos de tabuleiro, estímulo à leitura compartilhada entre apis e filhos e sessões de cinema.

Além do setor infantil, também passaram por reforma outros ambientes da BPE. O mezanino e a rampa de acesso receberam piso de porcelanato e um novo gradil de proteção. A praça de informação ganhou novo layout mais 25 computadores, totalizando 40 máquinas disponíveis para consulta. O setor de obras raras também recebeu intervenções para reorganizar os títulos. “Sabemos que esse é um grande patrimônio do estado, com quase 300 mil títulos. Um espaço de cultura, lazer e estudos”, afirmou o governador Paulo Câmara.

A meta é que a biblioteca passe a integrar um circuito de leitura, junto aos equipamentos municipais e as duas unidades do Compaz. “Sabemos que a biblioteca em uma dinâmica de funcionamento, que não é só ir lá e fazer a consulta do livro, sobretudo para as crianças”, acrescentou o prefeito do Recife, Geraldo Julio. A BPE recebe 6,5 mil visitas por mês e tem uma média de empréstimos anuais de 10 mil livros. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h45.

Acervo tem quase 300 mil livros 

O acervo da BPE é considerado um dos maiores do Brasil. São 280 mil títulos, dos quais 27 mil estão no setor circulante de empréstimos e outros 6 mil são da coleção em braille. A obra mais antiga, Manual de confessores & penitentes, tem 459 anos de existência. Somente de obras da coleção pernambucana, são 24 mil títulos. Parte desse acerto, que está disponível para consulta por meio da internet, pode ser consultado e até levado para casa de forma gratuita, mediante cadastro prévio e sob a condição de devolução.

Graças à biblioteca estadual, Letícia Batista conseguiu se reconectar com os livros. Impressionada desde a primeira vez que colocou os pés no espaço, agora ela e a amiga Adna Amorim, 20, têm aulas diárias de inglês na área externa da biblioteca. “Tem todo tipo de livro, principalmente para estudantes. Sem contar que tem área arborizada, rampa de acessibilidade. Realmente é um espaço agradável até para quem não gosta de ler, apenas para visitar”, disse. Adna, que nem sabia da existência do equipamento há um mês, se surpreendeu. “É um lugar ótimo para passar um tempo.”

As duas têm aulas com o professor de inglês Rafael Nunes, 29, que escolheu a área externa da biblioteca para ensinar línguas aos alunos há dois anos. “Tem estacionamento, segurança, é central. Os funcionários são ótimos. Isso faz a diferença em vir”, contou. Responsável pelo setor circulante, o professor Cícero Souza diz que a procura por livros depende da época. As obras mais procuradas pelos adolescentes são as de ficção e aventura, como as sagas Harry Potter e Game of Thrones. Já os adultos procuram muito a Arte da Guerra (Sun Tzu) e Admirável Mundo Novo (Aldous Huxley). “O interessante de trabalhar aqui é conseguir ler as pessoas que chegam, perceber quais livros vão se adequar a elas naquele momento”, conta. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.