Paulista Canal de Pau Amarelo cede, e caminhão cai em buraco

Publicado em: 04/02/2019 11:24 Atualizado em: 04/02/2019 12:21

O veículo ficou as rodas presas no buraco depois que o canal cedeu. Foto: Valéria Barza/Divulgação.
O veículo ficou as rodas presas no buraco depois que o canal cedeu. Foto: Valéria Barza/Divulgação.
Um caminhão da frota da limpeza urbana de Paulista, Região Metropolitana do Recife, ficou preso em um buraco depois que o canal de Pau Amarelo cedeu. O incidente aconteceu na manhã desta segunda-feira (4). 

Sobre o ocorrido, a Secretaria de Serviços Públicos do Paulista respondeu que o incidente não deixou vítimas, mas apenas danos materiais. "A laje por onde o veículo passava não suportou o peso do caminhão e cedeu. A gestão municipal e empresa ficarão responsáveis pela recuperação da estrutura, que dentro de 60 a 90 dias será liberada à população", informou a Prefeitura de Paulista, por nota.

Chuva

Mesmo com as fortes chuvas que atingiram a Região Metropolitana do Recife (RMR) na madrugada e na manhã de hoje, a Defesa Civil de Paulista informou que nenhuma ocorrência considerada grave foi registrada no município.

De acordo com o engenheiro civil do órgão, Roberto Wanderley, da noite desse domingo (3) até a manhã desta segunda, choveu na cidade o equivalente a 15 milímetros. "Esse volume não é considerado alto. Para se ter uma ideia, na última segunda-feira (28), choveu 60mm em Paulista, ou seja, quatro vezes mais do que nessa madrugada. Mesmo assim, estamos com uma equipe na rua atenta a todos os casos", informou.

O engenheiro disse ainda que nenhuma solicitação de reposição de lona ou de vistoria técnica foi realizada de ontem para hoje. "Mesmo sem a solicitação da população, já visitamos dois bairros nesta manhã, como a Villa Torres Galvão e a Mirueira. O monitoramento das áreas de risco faz parte do nosso trabalho preventivo", afirmou.

A Prefeitura de Paulista ressaltou que a população pode acionar a Defesa Civil do município por meio do telefone 153 ou pelo aplicativo de celular "Paulista Conectada". Ambos funcionam em regime de plantão 24 horas. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.