Mobilidade Impacto da volta às aulas no trânsito ainda não foi sentido nesta sexta-feira Estatísticas da CTTU apontam que, quando as aulas são retomadas, cerca de 250 mil veículos voltam às ruas

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 01/02/2019 14:23 Atualizado em: 01/02/2019 15:47

Nesta sexta-feira, o movimento foi considerado tranquilo nas ruas. Foto: Nando Chiappetta/DP.
Nesta sexta-feira, o movimento foi considerado tranquilo nas ruas. Foto: Nando Chiappetta/DP.
O impacto da volta às aulas no trânsito do Recife só deve ser sentido a partir desta segunda-feira (4). A avaliação é da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), que deu início nesta sexta-feira (1º) à Operação Volta às Aulas. A ação, com um efetivo de 80 agentes e orientadores de trânsito auxiliam condutores e pedestres no período pós-férias escolares, foi tímida no primeiro dia. Poucos pais levaram os filhos aos colégios que abriram nesta sexta. A maioria deixou para retomar as atividades pedagógicas nesta segunda.

Enquanto a maioria das escolas particulares já deu início ao ano letivo, a rede estadual de ensino só volta às aulas nesta segunda. A rede municipal do Recife recebe os alunos nesta terça-feira (5). Em Jaboatão dos Guararapes, o primeiro semestre de aulas começa na quarta (6). Na quinta-feira (7), é a vez da rede municipal de Olinda dar as boas-vindas aos estudantes. Para o ensino superior, as atividades começam depois. As aulas do primeiro semestre de 2019 da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) terão início no dia 18 de fevereiro. O início das aulas da Universidade de Pernambuco (UPE) está marcado para 25 de fevereiro.

Estatísticas da CTTU apontam que, quando as aulas são retomadas, cerca de 250 mil veículos voltam às ruas. Com isso, a frota circulante no Recife pode chegar a mais de 1 milhão de veículos, um aumento médio de 20 a 25%. Os números são obtidos a partir de contagens feitas pelos equipamentos eletrônicos implantados nos principais corredores de trânsito da cidade.

Os artistas educadores da Trupe voltarão, na próxima semana, às ruas para as ações de conscientização que vão durar 15 dias. Eles promovem diálogos no entorno das escolas, com o intuito de fortalecer a responsabilidade no trânsito. Entre as vias com grande movimentação de estudantes que receberam a ação estão as avenidas Rui Barbosa, João de Barros, Norte, Conselheiro Aguiar, Visconde de Jequitinhonha, Doutor José Rufino e as ruas Paissandú e Dom Bosco. 

Leia Mais:

Futuro das cidades depende do deslocamento das crianças
Aulas da rede estadual começam nesta segunda-feira

Pais ou responsáveis que não obedecerem à sinalização e às regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) podem ser multados. Estacionar em fila dupla, sobre faixa de pedestre ou em desacordo com a sinalização regulamentada na via são infrações graves, com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Além disso, o condutor corre o risco de ter o veículo apreendido. "Essas são as infrações mais cometidas nesse período, principalmente pelos pais que estão levando os filhos à escola pela primeira vez. Eles devem estar atentos, pois a fiscalização será intensificada", alertou o coordenador do Programa municipal de Educação para o Trânsito da CTTU, Francisco Irineu.  

Transporte escolar

Nesse período de volta às aulas, a CTTU chamou a atenção também para a necessidade de observar com cuidado o transporte escolar que leva as crianças e os adolescentes às escolas."Estamos chamando a atenção também para a importância do transporte escolar regulamentado. É importante não só para o trânsito, mas principalmente para a segurança das crianças", pontua Irineu.

A punição para os condutores flagrados fazendo o transporte irregular é a apreensão do veículo e a aplicação de uma multa de R$ 4.672,20. Se, por um lado, a pena é árdua para os infratores, por outro, quem presta o serviço de forma regular têm benefícios. Desde a alteração da lei municipal 17.224, em 2007, os profissionais que renovam a permissão do transporte encontraram  taxas de recadastramento 50% mais baratas. Os autônomos também têm permissão para dirigir ônibus, prerrogativa antes só conferida a colégios.

Cuidado ao contratar um transporte escolar:

Para garantir a segurança dos filhos, os pais devem tomar cuidados na hora de contratar o serviço de transporte escolar. As principais dicas da CTTU são:

1. Verificar se o veículo e o prestador do serviço estão cadastrados na Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU)

2. Observar se o veículo possui o selo do Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran), cedido aos carros aprovados na vistoria semestral


3. Pedir referências sobre o motorista a outros pais e na escola

4. Analisar o comportamento do condutor no trânsito

5. Checar se as crianças transportadas estão sempre sentadas e com o cinto de segurança

6. Anotar o endereço e telefone do motorista e de seu auxiliar

7. Fazer um contrato com o prestador do serviço.


Fonte: CTTU

 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.