Segurança Polícia apreende 121 veículos em operação realizada em Belo Jardim

Publicado em: 29/01/2019 07:12 Atualizado em: 29/01/2019 08:03

Local era falsa oficina e funcionava como desmanche de carros. Crédito: Polícia Civil
Local era falsa oficina e funcionava como desmanche de carros. Crédito: Polícia Civil

Mais de 100 veículos foram apreendidos em operação conjunta das Polícias Civil e Militar, realizada nessa segunda-feira (28). Denominada “Círculo de Fogo”, a ação foi decorrente de investigações realizadas pela 104ª Delegacia de Polícia de Belo Jardim e tiveram início após o crescente número de roubos e furtos de veículos, bem como receptação e adulteração e supressão de sinais identificadores, em especial de motocicletas, na região. Na ocasião também foi realizada a Operação Bar Seguro, através do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Militar, visando à fiscalização de bares e estabelecimentos congêneres em funcionamento irregular.

A Operação teve por objetivo cumprir mandados de busca e apreensão. Foram realizados bloqueios policiais efetivos em pontos estratégicos por toda a cidade e em rodovias federal e estaduais que a circundam, além de abordagens a veículos que apresentassem sinais de adulteração e/ou que estivessem descumprindo a legislação de trânsito vigente.

Foram cumpridos ao todo dezesseis mandados de busca e apreensão pela Polícia Civil em todo o município. No total, foram apreendidos 121 veículos, dos quais 112 motocicletas e nove carros em situação irregular, resultando em cinco autos de prisão em flagrante delito e dois Termos Circunstanciado de Ocorrência. Pelo corpo de Bombeiros, foram interditados 10 bares, incluídas duas casas de prostituição. Pela Secretaria da Fazenda, também foram realizadas abordagens, sendo lavradas seis autuações, das quais o total em mercadorias apreendidas soma R$ 737 mil.
112 motos foram apreendidas na operação. Crédito: Polícia Civil
112 motos foram apreendidas na operação. Crédito: Polícia Civil

A operação também interceptou uma "oficina mecânica" onde funcionava um desmanche de carros roubados cujo proprietário foi preso em flagrante, em setembro de 2018, e teve sua prisão preventiva decretada em audiência de custódia. Todos os nove veículos apresentavam indícios de adulteração de seus sinais identificadores e por isso foram apreendidos, além de inúmeras peças integrantes acondicionadas nos diversos cômodos do imóvel. O prédio possui três andares, todos ocupados por completo, inclusive por placas e chassis de outros veículos. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.