Educação Ministro empossa novo presidente da Fundaj e conversa com reitores pernambucanos

Por: Anamaria Nascimento

Publicado em: 28/01/2019 16:02 Atualizado em: 28/01/2019 16:42

O ministro da Educação recebeu reitores e o novo presidente da Fundaj. Foto: Léo Malafaia/Esp.DP.
O ministro da Educação recebeu reitores e o novo presidente da Fundaj. Foto: Léo Malafaia/Esp.DP.
No segundo dia da visita a Pernambuco, o ministro da Educação, Ricardo Veléz Rodríguez, participou da cerimônia de posse do novo presidente da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), o economista, professor, pesquisador e produtor de entretenimento Alfredo Bertini. Antes, conversou com o governador Paulo Câmara e o secretário estadual de Educação, Frederico Amancio. Teve ainda uma reunião com os reitores das universidades Federal de Pernambuco (UFPE), Anísio Brasileiro, e Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Maria José de Sena.

Os reitores disseram que o ministro se mostrou aberto aos temas de interesse das universidades. "Foi uma reunião mais protocolar, de diplomacia. O ministro se mostrou acessível e disse que quer discutir e conversar com as universidades. Amanhã (nesta terça, 29), a Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior) tem agendacom ele, e a pauta das universidades será tratada. Nossa preocupação é com a autonomia das universidades. Particularmente em relação à UFPE, tocamos no assunto do campus de Goiana e dissemos que ele é uma prioridade no momento. Não tocamos no assunto financeiro, tema que deve ser tratado pela Andifes", afirmou o reitor da UFPE. 

A reitora da UFRPE ressaltou que a reunião desta segunda-feira com o ministro não teve uma pauta específica. "Ele disse que convidaria os reitores para reuniões do MEC. (Entre os assuntos prioritários para a Rural) Temos hoje a unidade de Belo Jardim iniciando e a transição com a Universidade Federal do Agreste Pernambucano (UFAPE). Solicitamos condições para manter o trabalho em prol de uma sociedade cada vez mais desenvolvida e igualitária. A escolha dos reitores é ponto prioritário da discussão (com a Andifes)", pontuou.

Em outubro do ano passado, o presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Reinaldo Centoducatte, informou que os reitores de universidades federais estavam preocupados com possíveis retrocessos na educação. "Nós consideramos fundamental e necessário que aquilo que foi conquistado e que está expresso na nossa Constituição Federal tenha valor e seja respeitado", disse, na época, à Agência Brasil.

O economista, professor, pesquisador e produtor de entretenimento Alfredo Bertini assumiu a presidência da Fundaj. Foto: Léo Malafaia/Esp.DP.
O economista, professor, pesquisador e produtor de entretenimento Alfredo Bertini assumiu a presidência da Fundaj. Foto: Léo Malafaia/Esp.DP.
Durante a solenidade na Fundaj, no campus de Casa Forte da Fundaj, o ministro não deu entrevista à imprensa. No discurso, destacou que escolheu Bertini como nome à frente da Fundação porque tem certeza que será "uma gestão de sucesso". Veléz Rodríguez lembrou ainda as histórias de Gilberto Freyre - criador da Fundaj - e de Joaquim Nabuco - homenageado da instituição. "Eles ajudam a explicar a diversidade que dá ensejo à identidade nacional", destacou.  

O novo presidente da Fundaj disse que, na área da educação, vai aperfeiçoar os cursos já oferecidos pela entidade e criar outros. "Temos cursos de especialização, de mestrado. Além de aperfeiçoá-los, estamos pensando em criar cursos de avaliação de políticas públicas. Não é diretamente o papel da Fundaj, (atuar na educação básica), mas vamos colaborar dentro do que faz parte do nosso foco", disse. No discurso de posse, Bertini enfatizou que quer resgatar a visão de Gilberto Freyre sobre a instituição. "A Fundaj é referência como unidade de pesquisa. Nossos planos de futuro não vão perder de vista a visão histórica que esse passado construiu", afirmou.    

Governo

Com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, o ministro da Educação conversou na manhã desta segunda-feira. Veléz Rodríguez foi recebido para um café da manhã no Palácio do Campo das Princesas, na área central do Recife. O secretário de Educação do estado, Frederico Amancio, participou da reunião. "Falamos um pouco sobre o nosso trabalho no estado, e o ministro destacou as prioridades que ele quer dar à educação, especialmente à alfabetização. Dissemos que isso está muito alinhado ao nosso principal projeto hoje, que, além do que já tocamos nesse olhar para o futuro, é dar apoio aos municípios (na educação básica, nível fundamental)", contou o Amancio.   


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.