Educação Sisu tem o menor número de inscrições dos últimos sete anos

Por: Anamaria Nascimento

Publicado em: 28/01/2019 15:50 Atualizado em: 28/01/2019 16:00

Candidatos que fizeram o Enem 2018 e não zeraram a redação puderam se inscrever no Sisu. Foto: Peu Ricardo/DP.
Candidatos que fizeram o Enem 2018 e não zeraram a redação puderam se inscrever no Sisu. Foto: Peu Ricardo/DP.
A edição do primeiro semestre de 2019 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) registrou o menor número de inscritos dos últimos sete anos. Mesmo com o prazo de inscrições prorrogado em dois dias pelo Ministério da Educação (MEC), o número ficou abaixo das edições anteriores. Nesta edição, a plataforma recebeu 3.492.751 inscrições de 1.823.871 candidatos, considerando as duas opções de curso de cada participante. O número é o menor desde 2012, quando foram feitas 3.411.111 inscrições. A quantidade deste ano é ainda 17% menor do que o registrado na primeira edição de 2018, quando foram recebidas 4.122.654 inscrições de 2.117.908 candidatos.

O total de inscritos no Sisu 2019 corresponde a 51% do total de candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 e estavam habilitados a participar da seleção, percentual compatível com a média das edições anteriores. Puderam se inscrever no programa os estudantes que fizeram o exame e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Segundo o MEC, 3,5 milhões de estudantes preencheram os requisitos. "A decisão do MEC em prorrogar as inscrições trouxe tranquilidade ao processo, garantindo que todos os candidatos tivessem a oportunidade de fazer a seleção, não havendo prejuízo a nenhum estudante", avaliou o Ministério da Educação, em comunicado oficial.

O resultado do Sisu foi divulgado às 12h (horário local) desta segunda-feira (28). Os candidatos que se inscreveram descobriram se foram aprovados para uma das 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país oferecidas na plataforma. Um deles foi o estudante Pedro Tenório Lemos, 17 anos. Ele teve média 878,93 no Enem 2018 e ficou em primeiro lugar do curso de ciências da computação na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Pedro Tenório teve média 878,93 e ficou em primeiro lugar em ciências da computação (UFPE). Foto: Camila Pifano/Esp. DP.
Pedro Tenório teve média 878,93 e ficou em primeiro lugar em ciências da computação (UFPE). Foto: Camila Pifano/Esp. DP.
O aluno do Colégio Santa Maria já tinha sido o primeiro lugar geral do Sistema Seriado de Avaliação (SSA) da Universidade de Pernambuco (UPE), onde passou em medicina. "No Sisu, a minha nota já estava dando como primeiro lugar desde o primeiro dia de inscrições. Desde a correção do gabarito, eu já tinha uma ideia de que seria uma boa colocação, mas não que seria o primeiro lugar", disse. Entre medicina na UPE e ciências da computação na UFPE, o estudante optou pela Federal.

Mariana Cyreno, que também foi aprovada na USP, escolheu a UFPE. Foto: Peu Ricardo/DP.
Mariana Cyreno, que também foi aprovada na USP, escolheu a UFPE. Foto: Peu Ricardo/DP.
A aluna do terceiro ano do ensino médio do Colégio Damas Mariana Cyreno, 17, também se destacou no Sisu. Ela, que também teve a maior nota no curso de administração da Universidade de Pernambuco pelo SSA e que conseguiu uma vaga em engenharia civil na Universidade de São Paulo (USP), ficou em primeiro lugar do curso de engenharia de produção da UFPE. A média da estudante no Enem 2018 foi 817. "Percebi que a nota de corte do curso subiu muito entre o primeiro e o último dia de inscrições, passando de 702 para 748", observou. Mariana pretende estudar na UFPE.

Os estudantes que não foram selecionados na chamada regular podem participar da lista de espera a partir desta terça-feira (29). Já os que foram selecionados devem fazer a matrícula nas instituições de ensino no período de 30 de janeiro a 4 de fevereiro. Os estudantes devem ficar atentos aos dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em edital próprio.

Lista de espera
Informações distintas sobre a lista de espera confundiram os candidatos. Foto: Reprodução da Internet.
Informações distintas sobre a lista de espera confundiram os candidatos. Foto: Reprodução da Internet.

A principal novidade deste ano é que os estudantes que forem selecionados em qualquer uma das duas opções feitas na hora da inscrição não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, aqueles que eram selecionados na segunda opção podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção. 

Na manhã desta segunda, a página do Sisu na internet foi atualizada e recebeu informações novas e distintas sobre a lista de espera. Procurado pelo Diario, o MEC esclareceu que "vale a informação de que o candidato da lista de espera pode optar por qualquer uma de suas opções de curso indicadas na inscrição. A página será atualizada com a informação correta". Apenas os candidatos não selecionados na chamada regular poderão tentar a lista de espera, conforme a primeira ou segunda opção informadas ainda durante a inscrição.

Sistema


É por meio do Sisu que os participantes do Enem podem pleitear uma vaga nas instituições de ensino. O sistema substituiu os antigos vestibulares feitos individualmente pelas universidades. Entre as universidades e institutos federais do estado, 15.094 vagas foram oferecidas. Dessas, 14.284 foram disponibilizadas em solo pernambucano, já que das 1.610 vagas ofertadas no sistema pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), apenas 800 eram nos campi de Petrolina e Salgueiro. As demais eram oferecidas nas unidades da Bahia e do Piauí.

Além da Univasf, ofereceram vagas pelo Sisu 2019 o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), com nove cursos e 350 vagas ofertadas no sistema; o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão), com 14 cursos participantes e 442 vagas; a Universidade de Pernambuco (UPE), com 64 cursos participantes do Sisu e 1.740 vagas ofertadas no sistema; a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com 103 cursos e 6.972 vagas e a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), com 69 cursos e 3.980 vagas.

NÚMEROS

Inscrições no Sisu:

2010 - 1.702.503
2011 - 2.020.156
2012 - 3.411.111
2013 - 3.801.900
2014 - 4.988.206
2015 - 5.431.904
2016 - 5.275.613
2017 - 4.880.047
2018 - 4.122.654
2019 - 3.492.751 

Inscritos no Sisu:

2010 - 793.910
2011 - 1.080.193
2012 - 1.757.399
2013 - 1.949.964
2014 - 2.559.987
2015 - 2.791.334
2016 - 2.712.937
2017 - 2.498.261
2018 - 2.117.908
2019 - 1.823.871  



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.