CIRANDA Ciranda do Pôr do Sol acontece de quarta a sábado, em Olinda As apresentações, comandadas pelos artistas Itacy Henriques e Carlos Loy, são realizadas sempre das 17h às 18h, no Alto da Sé.

Publicado em: 22/01/2019 16:42 Atualizado em: 22/01/2019 16:50

Ciranda do Pôr do Sol. Foto: Sandro Barros/PMO
Ciranda do Pôr do Sol. Foto: Sandro Barros/PMO

Uma ciranda ao pôr do sol. É isto que moradores e turistas que forem até o Alto da Sé, em Olinda, irão encontrar de quarta a sábado, das 17h às 18h, durante todo o ano. As apresentações são comandadas pelos artistas Itacy Henriques e Carlos Loy, responsáveis por chamar o público e ensinar os passos. As tapioqueiras também auxiliam no trabalho de atrair os visitantes. A iniciativa, que tem o objetivo de atrair turistas e propagar a cultura popular, é promovida pela Secretaria de Patrimônio, Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico do município.Nesta época do ano, período de férias, a cidade costuma receber cerca de 100 mil visitantes.

Segundo o secretário executivo de Cultura e Turismo, Uyrandei Lemos, o objetivo é consolidar o atrativo durante todo o ano. "O Alto da Sé é o ponto turístico mais visitado de Pernambuco, então temos público para os 12 meses. Damos todo o suporte, todos estão convidados, de todos os cantos do Brasil e até o exterior. Não precisa falar a nossa língua, é só aprender os passos", destacou.

Turistas de vários países como França, Portugal e Argentina, além de outros vindos dos diversos estados do Brasil, já estiveram presentes no encontro. Lídia Dias, da cidade de Rio Grande (RS), encantou-se com a dança e a energia da roda."Que povo formidável, acolhedor. Essa ciranda é linda, maravilhosa. Vivemos no Brasil um momento em que a cultura é cada vez mais desvalorizada. Aqui em Olinda, é o contrário. Que momento incrível essa transmissão de cultura para um turista, de mãos dadas. Esse momento será o retrato da nossa viagem, inesquecível. Deu até vontade de me mudar pra cá depois dessa ciranda", afirmou. Já para a brasiliense Luiza Lins, a ciranda, combinada com a vista do Alto da Sé e o pôr do sol, foram os momentos mais marcantes de sua viagem a Pernambuco. "Visitei vários municípios, mas nada se compara com isso aqui. Que energia formidável, que troca de cultura magnífica. Espero voltar em outras oportunidades", desejou.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.