Caruaru Polícia Civil investiga se mulher foi vítima de feminicídio Comerciante foi morta no bairro Cohab I, no último final de semana

Publicado em: 14/01/2019 10:50 Atualizado em: 14/01/2019 12:02

 O Ligue 180 registrou aumento de 63% dos casos de feminicídios. Foto: José Cruz/Agência Brasil.
O Ligue 180 registrou aumento de 63% dos casos de feminicídios. Foto: José Cruz/Agência Brasil.
A comerciante Maria Lúcia de Jesus santos, 28 anos, assassinada em Caruaru, no Agreste, no último sábado, pode ter sido vítima de feminicídio. Uma câmera flagrou quando ela foi morta com seis tiros, na Avenida Caruaru, Cohab I. As imagens mostram quando um homem se aproxima da vítima e atira. A mulher vendia lanches na rua quando foi atingida pelos disparos. O suspeito fugiu logo em seguida. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o caso e já começou a colher depoimentos.

Pernambuco contabilizou 71 feminicídios de janeiro e novembro do ano passado. O número é 3% superior ao mesmo período de 2017, quando a Secretaria de Defesa Social (SDS) anotou 69 crimes. A comparação dos períodos, conforme dados da SDS, mostrou crescimento dos casos de estupros, de 2.160 para 2.339. Uma subida de 8,29%. Paralelamente, observou-se um aumento de 19,32% nas queixas feitas pelas mulheres à polícia. Foram 30.433 de janeiro a novembro de 2017 para 36.314 no ano passado. 

A violência contra a mulher cresceu em todo país. O Ligue 180, serviço atualmente ligado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, registrou aumento de  63% dos feminicídios ao se comparar os períodos de julho e dezembro de 2017 e 2018. Os crimes subiram de 24 para 39. As tentativas de feminicídio também subiram bastante, saindo de 2.749 para 4.018 casos. No geral, o serviço computou e encaminhou 25,3% mais denúncias em todo o ano passado do que em 2017. Em números absolutos, os casos pularam de 73.669  para 92.323.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.