CERCA TROVA II Polícia Civil prende suspeito de matar ex-funcionário da Funase, no Recife Segundo o órgão, Ismael Ferraz Cassimiro teria se envolvido em uma briga com a vítima após assistir a uma partida de jogo da Copa do Mundo

Publicado em: 02/01/2019 15:18 Atualizado em: 02/01/2019 16:49

Na época, em Olinda foram apreendidos mais de 50 quilos de maconha. Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação. (Na época, em Olinda foram apreendidos mais de 50 quilos de maconha. Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação.)
Na época, em Olinda foram apreendidos mais de 50 quilos de maconha. Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação.
A Polícia Civil de Pernambuco revelou na manhã desta quarta-feira (02) um suspeito de envolvimento no assassinato do servidor aposentado da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) Silvério Inocêncio Tavares, de 68 anos. O crime aconteceu em julho do ano passado em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Na época, a vítima foi encontrada morta a facadas pela esposa no apartamento onde o casal morava. Segundo a Polícia, no local do crime foram detectados sinais de luta corporal.

A ação faz parte da segunda fase da operação Cerca Trova II, desencadeada no dia 28 de dezembro de 2018. Ismael Ferraz Cassimiro Júnior, o "Ferraz", foi apresentado pela Polícia Civil como um dos principais suspeitos. Além dele, outros seis investigados foram presos durante a ação, Que tem como objetivo  desarticular uma quadrilha especializada no tráfico de drogas que atuava no município do Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR).
Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação. (Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação.)
Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação.

De acordo com o delegado titular da 8º delegacia seccional de Paulista, Adyr Almeida, a investigação já vem acontecendo desde 2017, quando Ismael agia na facção. "Antes da prisão tínhamos conhecimento de que ele era apenas o gerente do tráfico. Só após a prisão é que detectamos o envolvimento dele na morte de Silvério", conta Adyr Almeida.

Segundo o delegado, os dois estavam assistindo a um jogo da Copa do Mundo quando aconteceu a briga. "A motivação real do crime ainda não foi revelada. As investigações da morte de Silvério estão a cargo do Departamento de Homicidios e Proteção a Pessoa (DHPP)", acrescentou.

Ao longo da operação foram expedidos e cumpridos cinco mandados de prisão e nove mandados de busca e apreensão. Também foram encontrados munições, drogas e um simulacro de pistola R$ 3.181 em espécie. Também foi encontrado com o grupo 53 kg de maconha. A quadrilha vendia a droga em grande quantidade para os municípios de Recife e Olinda. "Estávamos acompanhando o cotidiano dessa organização e agora estamos investigando de onde vem essa droga e quem são as pessoas que repassavam para eles", afirmou o delegado.

Os suspeitos foram autuados pelos crimes de tráfico e associação ao tráfico de drogas e foram encaminhados ao Centro de Observação e Triagem Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima.
 
Operação Cerca Trova I

A primeira fase da Cerca Trova foi deflagrada em outubro de 2017, quando 43 pessoas foram presas. Segundo a polícia, logo após as prisões o tráfico passou a ser liderado por Luiz Henrique Nunes, mais conhecido como Mano. Assim como Ismael, ele também foi preso em flagrante na ação da última sexta-feira juntamente com Alexsandro Rodrigues, Jeiwison Vieira e Deivson de França, que ambos distribuiam a droga em grande quantidade nos municípios. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.