Justiça Ex-fisiculturista suspeito de agredir idoso na Zona Sul é preso Mais cedo, o suspeito teria minimizado a agressão dizendo que a repercussão do caso seria um exagero

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 31/12/2018 20:05 Atualizado em: 31/12/2018 20:24

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
O ex-fisiculturista Bruno Nunes Elihimas, 35 anos, foi preso nesta segunda-feira (31). O homem, flagrado por câmeras de segurança de um edifício espancando um idoso de 61 anos, no último sábado, soube da prisão pela delegada responsável pelo caso Beatriz Leite. Ele prestou depoimento por cerca de duas horas na delegacia de Boa Viagem e após ser ouvido teve a prisão decretada. Bruno seguiu para o Centro de Observação e Triagem Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima.

O mandado de prisão foi expedido pelo Tribunal de  Justiça de Pernambuco (TJPE) depois do pedido da delegada Beatriz Leite.

De acordo com o advogado do acusado, Marcelo Soares, o seu cliente perdeu a cabeça quando foi levar a namorada até a casa do ex-marido para buscar os filhos dela. Mais cedo, durante entrevista concedida à TV Clube, Bruno minimizou a agressão, apontando a repercussão do caso como um exagero. Além disso, o suspeito disse que "nunca chegaria em um idoso para agredir". 

Segundo explicação da defesa, a motivação do crime seria de que a vítima William José de Souza, que trabalha para o ex-marido da atual namorada de Bruno, teria desdenhado da mulher (que não teve identidade revelada). E, como consequência das agressões verbais, ela, que estava grávida, teria sofrido um pico de pressão e perdido o bebê. Entretanto, não houve nenhuma apresentação de Boletim de Ocorrência (B.O.) ou laudo médico que comprovasse o aborto sofrido pela namorada de Bruno.

Ainda no início das investigações a Polícia Civil revelou que o agressor é morador da Avenida Boa Viagem e já foi preso por receptação quando foi pego em posse de um carro clonado e vendendo anabolizantes.

Não foram passadas novas informações sobre a vítima que teve muitos ferimentos no rosto. Após murros e chutes perdeu dentes e chegou a ser encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira mas, devido à gravidade das lesões, seguiu para o Hospital da Restauração.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.