192 Recife forma mais 90 socorristas do Samu O quadro compõe 590 profissionais entre médicos e enfermeiros

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 27/12/2018 12:52 Atualizado em:

Os socorristas receberam capacitação teórica e prática que correspondem aos protocolos de atendimento pré-hospitalar.
Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR. (Os socorristas receberam capacitação teórica e prática que correspondem aos protocolos de atendimento pré-hospitalar 
Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR.)
Os socorristas receberam capacitação teórica e prática que correspondem aos protocolos de atendimento pré-hospitalar. Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) agora conta com mais 90 socorristas totalizando 590 profissionais entre médicos, enfermeiros e condutores. Os novos socorristas receberam capacitação durante o último mês de novembro após chamada feita por seleção simplificada através da Secretaria de Saúde do Recife. A cerimônia de formatura ocorreu na manhã de hoje (27), no auditório Capiba, na sede do governo municipal.

A seleção ocorreu no mês de setembro. O técnico de enfermagem Jadir Pedrosa de Melo, de 35 anos, foi selecionado em primeiro lugar para atuar como motosocorrista. "A seleção foi bastante criteriosa. Tive o êxito de ser o primeiro colocado e agora a expectativa é a melhor possível de poder ajudar a população e conscientizar sobre as formas de prevenção para reduzir os acidentes", comentou Jadir.

Os profissionais atuarão na capital e receberam capacitação teórica e prática que correspondem aos protocolos de atendimento pré-hospitalar em um total de 90 horas. "Estamos entregando mais 90 profissionais para a sociedade pernambucana, totalizando 590 socorristas do Samu. São profissionais habilitados e aptos para atender aos chamados", comentou o coordenador geral do Samu, Leonardo Gomes.

Entre os novos formados estão 65 técnicos de enfermagem, nove enfermeiros e 16 socorristas de motolância. A frota atual possui 19 Unidades de Suporte Básico, quatro Unidades de Suporte Avançado, um Veículo de Intervenção Rápida, oito motolâncias e duas aeronaves. No último ano, o atendimento pelo 192 ampliou de quatro para 11 bases descentralizadas na capital. A Central de Regulação Médica passou a atuar com georreferenciamento, que permite mais agilidade no atendimento. 

Este ano o Serviço ainda recebeu sete ambulâncias através de uma parceria com o Ministério da Saúde. "Esses socorristas irão reforçar as equipes do Samu e qualificar o atendimento feito à população em uma parceria com a Polícia Rodoviária Federal e Secretaria de Defesa Social", comentou o secretário de saúde do Recife, Jailson Correia.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.