Paisagismo Bairro de Beberibe ganha cores com o projeto 'Mais Vida dos Morros' A ação utilizou mais de três mil litros de tintas e contou com a colaboração dos moradores

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 24/12/2018 11:25 Atualizado em: 24/12/2018 12:07

Além do bairro de Beberibe, serão beneficiadas a comunidade de Sítio São Brás e mais outros dois bairros.
Fotos: Assessoria de Comunicação da AkzoNobel/Divulgação. (Além do bairro de Beberibe, serão beneficiadas a comunidade de Sítio São Brás e mais outros dois bairros.
Fotos: Assessoria de Comunicação da AkzoNobel/Divulgação.)
Além do bairro de Beberibe, serão beneficiadas a comunidade de Sítio São Brás e mais outros dois bairros. Fotos: Assessoria de Comunicação da AkzoNobel/Divulgação.

As ruas do bairro de Beberibe ganharam mais cores por meio do projeto “Mais vida nos morros”. A iniciativa da Secretaria de Inovação Urbana faz parte de uma política pública de cidadania e desenvolvimento sustentável para os morros do Recife, que conta com a participação dos moradores. A comunidade ganhou pintura nas casas, áreas de convivência, arte urbana e paisagismo. O projeto foi concluído na última sexta (21).

Foram utilizados mais de três mil litros de tinta distribuídos através da estratégia de sustentabilidade da marca de tintas Coral, que já coloriu mais de 8 mil casas. Além do bairro de Beberibe, serão beneficiadas a comunidade de Sítio São Brás e mais outros dois bairros, que utilizarão cerca de 20 mil litros de tintas.

A ação ainda contou com a realização de workshops com 100 famílias.
A ação ainda contou com a realização de workshops com 100 famílias.

Além da pintura, foram realizados encontros, conversas e workshops com a participação de 100 famílias que opinaram sobre seus desejos de transformação para a comunidade. “O ‘Tudo de cor’ protege e embeleza as casas, os espaços públicos e patrimônios históricos, inspirando e engajando moradores, voluntários e cidadãos em geral em uma grande onda de cor, renovação e otimismo”, comentou a diretora de sustentabilidade da AkzoNobel para América Latina.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.