MISSA NATAL Dom Fernando Saburido celebrou Missa de Natal no Cotel A celebração reuniu aproximadamente 250 detentos

Publicado em: 21/12/2018 19:18 Atualizado em: 21/12/2018 21:31

O arcebispo falou sobre a sensação de cumprir o compromisso já tradicional por ocasião desta época do ano. Foto:  Fotos: Ray Evllyn/SJDH/Divulgação.
O arcebispo falou sobre a sensação de cumprir o compromisso já tradicional por ocasião desta época do ano. Foto: Fotos: Ray Evllyn/SJDH/Divulgação.
Está no cerne da religião católica o pressuposto de que a mensagem de Jesus Cristo deva ser transmitida a todos, em qualquer local. Hoje foi a vez dos reeducandos do Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, receberem estas palavras. Em parceria com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), o local sediou, a partir das 15h, a Santa Missa de Natal no pátio interno do estabelecimento prisional como parte da programação natalina da Arquidiocese de Olinda e Recife. O arcebispo Dom Fernando Saburido celebrou a missa para aproximadamente 250 detentos, com a presença do secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues.

O arcebispo falou sobre a sensação de cumprir o compromisso já tradicional por ocasião desta época do ano. “A Pastoral Carcerária sempre organizou este momento. Nesta semana, por exemplo, já houve missa com o bispo auxiliar no Curado. Vim trazer uma mensagem de conversão pois é tempo de penitência. Uma boa ocasião para motivar o pessoal no compromisso com a fé, apresentando Jesus Cristo como aquele que também foi perseguido e morreu injustamente. Uma realidade, portanto, que está muito presente na vida de muitos dos presos. Queremos mostrar que temos que acreditar na vida, que não se pode desesperar. O objetivo é tentar motivá-los a mudar e saírem daqui dispostos a retomarem uma vida digna”, afirmou.

Cícero Rodrigues falou sobre o momento do Natal nas unidades prisionais. “Há cerca de seis anos realizamos esta missa. Historicamente, este período é bem tranquilo porque o espírito do Natal também está com os reeducandos. Temos, com todos os nossos cuidados de segurança, um momento de tranquilidade e de renovação. Acredito que a presença de Dom Fernando traz isto e fala sobre a importância da religião para nosso processo de ressocialização”, afirma.

Irasme Pedro, 34 anos, é exemplo disto. Há quatro meses no Cotel, não era católico até que a conversão acontecesse no centro. Participante assíduo das missas, enaltece a importância da presença da Igreja no local. “Isto é fundamental pela atenção que recebemos, sem sermos vítimas de preconceitos. Agradeço a Deus pelo apoio da Igreja não apenas hoje mas sempre que eles vêm aqui”, afirma.

André Luiz Rodrigues de Oliveira, 36 anos, por sua vez, já era católico antes de chegar ao Cotel, há dois anos. Tem até uma tatuagem de Nossa Senhora no braço. Com previsão de saída para o mês de fevereiro de 2019, já trabalha há um ano e meio no refeitório da instituição e considera um verdadeiro presente participar deste momento. “Mesmo encarcerado, é um privilégio ter a palavra do Senhor pois, aqui, Ele é o meu refúgio. Acredito que todo mundo erra e tenho certeza de que saio daqui outra pessoa”, finaliza.

Mudanças
Duas das mais prestigiadas celebrações religiosas do Estado típicas do período natalino mudam de endereço a partir deste ano. A Missa do Galo, celebrada pelo Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido no dia 24 de dezembro, foi transferida do Quartel do Derby para o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, no antigo Colégio Nóbrega, bairro da Soledade. Foram quase 70 anos de celebração no Quartel. Em nota, a assessoria da Arquidiocese informou que a mudança foi motivada por questões logísticas como melhor acomodação dos fiéis e proteção em caso de chuva, dada a mudança de tempo nos últimos dias. Afirmou, ainda, que a programação previamente divulgada será mantida: a partir das 19h haverá apresentações culturais e às 20h missa presidida pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido.


Da mesma forma, o Culto Evangélico de Natal, realizado tradicionalmente na noite do dia 25 de dezembro, também não acontece mais no Quartel do Derby. Foi transferido para o templo central da Assembleia de Deus em Pernambuco, bairro de Santo Amaro, a partir das 19h.

A Polícia Militar esclarece que a não realização da Missa do Galo e Culto Natalino, que ocorriam tradicionalmente no Quartel do Comando Geral (QCG), no Derby, aconteceu em razão das dificuldades logísticas enfrentadas, este ano, pelas entidades religiosas promotoras dos respectivos eventos. Ressalta também que a contribuição da instituição nas celebrações religiosas limita-se à disponibilização do espaço físico da área frontal do QCG e ao apoio institucional da corporação, ficando os demais esforços a cargo das igrejas. Salienta, ainda, que não houve nenhum tipo de proibição por parte do comando da PM referente à realização dos eventos.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.