Premiação Professor de escola de Itambé está entre os 50 melhores do mundo Considerado o Nobel da Educação, a premiação de R$ 1 milhão será entregue em março de 2019, em Dubai, nos Emirados Árabes

Publicado em: 19/12/2018 09:51 Atualizado em: 19/12/2018 19:03

Jayse é formado em educação artística pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Imagem:Léo Malafaia/ESp DP
Jayse é formado em educação artística pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Imagem:Léo Malafaia/ESp DP

Jayse Ferreira, professor da pequena cidade de Itambé, na Mata Norte pernambucana, está entre os cinquenta finalistas na lista dos melhores educadores do mundo. Mestre em educação artísticas da Escola de Referência Frei Orlando em Itambé, Jayse e outra professora brasileira Débora Garofalo, que ensina tecnologias na EMEF Ary Parreira, em São Paulo, são os únicos do país indicados ao prêmio. Considerado o Nobel da Educação, a premiação de R$ 1 milhão será entregue em março de 2019, em Dubai, nos Emirados Árabes. Mais de 10 mil candidatos de 179 países estão concorrendo ao título. 

Jayse e Débora se destacaram pelo trabalho escolar e envolvimento com alunos. Entre outros aspectos, a seleção do prêmio levou em consideração os impactos causados nas comunidades pelas práticas pedagógicas realizadas pelos docentes, a inovação, a capacidade de melhoria da profissão e a relevância no processo de construção da cidadania dos estudantes envolvidos. A próxima etapa, em fevereiro de 2019, a Academia do Prêmio Global de Professores vai anunciar os 10 finalistas.

“Só de estar entre os 50 indicados eu já me sinto muito honrado. Claro que queria passar para a próxima fase, mas o que tiver que ser será. Meu pai não é alfabetizado, mas ele acreditava no poder que a educação poderia ter na minha vida. Então sinto também que tenho uma responsabilidade gigantesca para representar meu Estado e o Nordeste”, declara Jayse, que em 2014 e 2017 ganhou o título de “Melhor Professor do Brasil” pelo prêmio Professores do Brasil.

Na última terça-feira, Jayse esteve no Palácio do Campo das Princesas, onde foi homenageado.  "É sempre importante ver que há um crescimento e uma melhoria em nossa educação em todas as áreas. Jayse é um exemplo disso, um professor dedicado, com uma história bonita, que está mostrando para o mundo que é possível melhorar e avançar. É um professor que passa para os alunos muita confiança de que eles podem vencer com seu próprio esforço e dedicação", comentou o governador Paulo Câmara.

O secretário estadual de Educação, Fred Amâncio, falou sobre o orgulho com a indicação do docente. “Ele já venceu duas vezes: o principal prêmio para professores do Brasil e hoje é o primeiro nordestino indicado para esse prêmio que é mundial. Um pernambucano entre os 50 melhores professores do mundo. É uma situação que orgulha muita a educação de Pernambuco e todos os conterrâneos. Ele já vem inspirando os estudantes dele e agora vai poder inspirar muito mais pessoas”. Estiveram presentes no encontro, a gerente da EREM Frei Orlando, Vânia Barros, e a gestora da Gerência Regional de Educação de Nazaré da Mata, Edvânia Arcanjo.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.