Abastecimento Obra no Sistema Tapacurá deixa quase um milhão de pessoas sem água na RMR A medida pretende realizar melhorias no Sistema Produtor Tapacurá e aumentar em 10% a produção de água no período do verão

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 18/12/2018 21:55 Atualizado em: 18/12/2018 22:08

Barragem Tapacurá. Foto: Teresa Maia/Arquivo/DP
Barragem Tapacurá. Foto: Teresa Maia/Arquivo/DP
Quase um milhão de moradores da Região Metropolitana do Recife (RMR) ficarão sem água a partir das 20h desta quinta-feira e só voltarão a ter o abastecimento às 20h do sábado. A medida acontecerá para a realização de obras de melhorias no Sistema Produtor Tapacurá, que responde, atualmente, pelo abastecimento de água de 25% da população da RMR. Com isso, durante 48 horas, as áreas atendidas por Tapacurá no município de Jaboatão dos Guararapes, parte central do Recife e toda a cidade de Camaragibe terão o fornecimento de água suspenso. A finalidade das intervenções é aumentar em 10% a produção de água por meio do Sistema Tapacurá no período do verão. 

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou que durante o verão existe um aumento de consumo de água, em função das altas temperaturas, e a obra garantirá um melhor abastecimento durante o período de calor. “Mais de 40 profissionais trabalharão para realizar os serviços planejados no sistema, como uma manutenção em uma adutora de concreto, de 1. 600 milímetros de diâmetro. A companhia também vai aproveitar a parada de Tapacurá para substituir um trecho de 100 metros de uma adutora (800 milímetros de diâmetro) pertencente ao Sistema Duas Unas, em Jaboatão dos Guararapes, que opera de forma integrada ao Sistema Tapacurá”, informa o gerente de Produção da Compesa, Euris Oliveira.

Ainda de acordo com a Compesa, a paralisação é necessária para que a Companhia realize serviços nas unidades operacionais de Tapacurá, como estações elevatórias de água bruta e a Estação de Tratamento de Água (ETA) Castelo Branco, ações de desobstrução dos canais de captação e reparos em adutoras, além de uma manutenção preventiva em todo sistema. A duração de 48 horas de paralisação do Sistema Tapacurá decorre da necessidade de esvaziamento e posterior enchimento das adutoras de água bruta como também das grandes tubulações que transportam água tratada, que são as linhas dos Grandes Anéis de Distribuição do Recife. Esses procedimentos são essenciais antes e após a realização dos serviços. A regularização do abastecimento ocorrerá de acordo com o calendário de distribuição (áreas que recebem água em regime de rodízio).

Confira os lugares que ficarão sem água de acordo com a Compesa:

Recife 
Aflitos, Afogados, Alto do Mandu, Alto Santa Isabel, Bairro do Recife, Boa Vista, Bongi, Brasilit, Cabanga, Casa Forte, Caxaná, Cidade Universitária, Coelhos, Coque, Cordeiro, Derby, Detran, Engenho do Meio, Espinheiro, Estância, Graças, Ilha do Leite, Ilha Joana Bezerra, Ilha do Retiro, Iputinga, Jardim São Paulo, Jiquiá, Madalena, Mangueira, Monsenhor Fabrício, Mustardinha, Paissandu, Poço da Panela, Prado, Roda de Fogo, Rosarinho, São José, Sancho, San Martin, Santo Amaro, Santo Antônio, Soledade, Tejipió, Torre, Torrões, Totó, Várzea, Vila Cardeal e Zumbi.

Jaboatão dos Guararapes
Cavaleiro, Curados I, II, III, IV e V, Jaboatão Velho (Centro), Pacheco, Socorro e Sucupira.

Camaragibe
Toda cidade.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.