Réveillon Prefeitura de Paulista quer coibir pintura de calçadão no Janga Demarcação do espaço com tinta óleo estraga piso

Publicado em: 08/12/2018 15:41 Atualizado em: 08/12/2018 17:06

Foto: Paulo Trigiueiro/Arquivo DP.
Foto: Paulo Trigiueiro/Arquivo DP.
Um grupo de trabalho formado pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura; Desenvolvimento Urbano e Habitação; Mobilidade e Administração das Regionais se reuniu na sexta-feira para passar um pente fino no modelo da festa e nas medidas que ainda deverão ser reforçadas para garantir a segurança e a organização do evento.

A exemplo do ano passado, a área onde acontece o show, no pátio das quatro torres, nas areias da praia do Janga, próximo ao Bompreço, será interditada num perímetro de 600 metros, para garantir o ordenamento dos equipamentos públicos e o espaço livre para a plateia que vai assistir as apresentações artísticas.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Cultura e Turismo, Fabiano Mendonça, informou que irá redobrar a fiscalização este ano, para evitar um problema recorrente nos 4,5km de praias, que é a demarcação dos espaços para colocação das tendas e barracas.

“Todos os anos a gente vem agindo para coibir esta prática de degradação deste espaço público que é um patrimônio do povo de Paulista. Quando as pessoas usam tinta óleo para demarcar espaços de montagem das tendas e barracas, fica difícil a remoção. É uma degradação do calçadão que é um espaço público. Este ano, vamos realizar ações educativas, mas vamos ter que agir com mais rigor na fiscalização e até punição, se for necessário. Por isso, estamos sensibilizando as pessoas, para que a gente não precise chegar a uma medida extrema,” concluiu Fabiano.

O próximo encontro do grupo de trabalho acontece na manhã do próximo dia 17, com a participação de outras secretarias para ampliar a ação do grupo, a exemplo da secretaria de Segurança Cidadã e Defesa Civil e a Executiva de Serviços Públicos.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.