Trânsito Recife está entre as dez cidades brasileiras que mais registraram acidentes com vítimas jovens Cerca de 49 mil jovens foram vítimas de acidentes de trânsito nas capitais do país nos últimos dois anos. A média é de 67 acidentados por dia, na faixa etária entre 18 e 34 anos

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 08/11/2018 14:03 Atualizado em: 08/11/2018 14:09

Foto: Rafael Martins/ Esp. DP
Foto: Rafael Martins/ Esp. DP
Jovens representaram quase 50% das pessoas indenizadas por acidentes de trânsito, nas capitais brasileiras, nos anos de 2016 e 2017, com mais de 49 mil indenizações do Seguro DPVAT. O Recife aparece em décima colocação no ranking das capitais onde se registraram mais ocorrências de trânsito tendo pessoas jovens entre 18 e 34 anos como vítimas no ano passado, foram 854 casos, segundo a Seguradora Líder, responsável pela administração do Seguro DPVAT. Na mesma lista, a cidade de São Paulo lidera, com três mil ocorrências.  Seguida, das capitais, Fortaleza (1.820), Goiânia (1.785), Teresina (1.269), Rio de Janeiro (1.233), Belo Horizonte (1.218), Manaus (1.099), Campo Grande (1.081) e Curitiba (883).  Em todas predominam os casos de pessoas que ficaram inválidas.

Outro dado preocupante: entre os pagamentos para a faixa etária de 18 a 34 anos, mais de 37 mil (76%) foram por algum tipo de sequela permanente e outras 3,5 mil por morte. Neste período, a Seguradora Líder, que pagou 100.210 indenizações para acidentes ocorridos nas capitais. Os dados divulgados pela seguradora chamam a atenção para a violência no trânsito brasileiro que atinge, principalmente, a faixa etária considerada economicamente ativa. As indenizações pagas nos últimos dois anos mostram que a maioria dos jovens conduzia o veículo no momento do acidente: 37.084 motoristas no total. Em seguida, aparecem os passageiros e pedestres, respectivamente, 6.479 e 5.484. A motocicleta foi o veículo responsável pela maior parte destes acidentes: mais de 41 mil indenizações pagas, ou seja, 84,6% dos casos.

As capitais que se destacam pelo menor número de acidentes são Vitória (144), em último lugar no ranking geral, Macapá (184), São Luís (208), Rio Branco (221) e Belém (249). O DPVAT é um seguro de caráter social que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, sem apuração da culpa. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão brasileiro - motorista, passageiro ou pedestre. O Seguro DPVAT oferece três perfis de coberturas: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada de saúde (até R$ 2.700).


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.