tecnologia Aplicativo pretende ajudar recifenses no combate à violência de gênero Mulheres que se sentirem ameaçadas ao caminhar pelo espaço público poderão denunciar à Ouvidoria do Recife. O app mapeia os endereços considerados inseguros e tira dúvidas sobre como proceder em casos de violência de gênero

Publicado em: 07/11/2018 15:43 Atualizado em:

Foto: Bettina Novaes/Esp.DP
Foto: Bettina Novaes/Esp.DP
Um aplicativo desenvolvido pela Emprel (Empresa Municipal de Informática) pretende auxiliar as recifenses na construção de uma cidade mais segura. As mulheres que se sentirem ameaçadas ao caminhar pelo espaço público poderão denunciar à Ouvidoria do Recife e as denúncias serão encaminhas ao site da prefeitura. 

O Freeda mapeia os endereços considerados inseguros e tira dúvidas sobre como proceder em casos de violência de gênero. O app é gratuito e está disponível para o sistema Android na Play Store. A plataforma foi a vencedora do último Hacker Cidadão, uma maratona de programação promovida pela Prefeitura do Recife, através da Emprel. Nela, também consta a lista de serviços e equipamentos disponíveis para as mulheres que estão em situação doméstica ou sexista.

O lançamento do app será feito pela Secretaria da Mulher, na próxima sexta-feira (9), no Porto Mídia, como parte da programação do Rec'n'Play. No evento, também haverá um debate sobre "como a tecnologia pode ajudar às mulheres no direito à cidade", com uma das idealizadoras do Freeda, Rocky, e a arquiteta Lúcia Siqueira.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.