Urbanismo Muros de duas unidades da Funase no Recife recebem painel do grafiteiro Galo de Souza Trabalho, que abordará temas como educação, cultura e igualdade, deve ter 300 metros de largura e seis de altura

Publicado em: 30/10/2018 08:07 Atualizado em: 30/10/2018 08:09

Imagem: Celso Araújo/SDSCJ
Imagem: Celso Araújo/SDSCJ

Os muros externos de duas unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) situadas no Bongi, na Zona Oeste do Recife, vão ficar mais coloridos. As estruturas estão recebendo um painel do grafiteiro pernambucano Galo de Souza. A obra deve ter seis metros de altura e 300 de largura. A previsão é de que o trabalho, que começou na semana passada, seja concluído em 20 dias.
 
O painel poderá ser visto por quem passa pela Avenida Abdias de Carvalho, onde ficam o Centro de Internação Provisória (Cenip) Recife e o futuro Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Recife. Os muros altos e cinzentos, reflexo dos serviços de reforma e construção encerrados recentemente nas unidades, passarão a traduzir o trabalho de socioeducação desenvolvido no lado de dentro.
 
Conforme Galo de Souza, a obra grafitada nos muros deve abordar temas como educação, cultura e igualdade. “A ideia é que seja um painel mais reflexivo, colorido, que leve as pessoas a pensar sobre o caminho que a gente escolhe”, explica, acrescentando que o convite para fazer o painel partiu da construtora responsável pela reforma do Cenip Recife e pela construção do Case Recife.
 
O artista recifense começou a pichar muros e paredes aos nove anos de idade. Aos 16 anos, fez os primeiros grafites e passou a inserir mensagens de cunho social em seus trabalhos, impulsionado pelo rap. Com mais de 20 anos de carreira, já levou sua arte urbana para várias cidades dentro e fora do Brasil, passando por países como Alemanha, Portugal, Turquia e Suécia.
 
“Acompanho o trabalho dele desde a minha adolescência e sempre achei incrível a forma como ele aborda as questões sociais de forma lúdica. Fiquei muito feliz em saber que o grafite que vai dar vida aos nossos muros é uma obra de Galo”, afirma a coordenadora geral do Cenip Recife, Anny Sales.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.