INSEGURANÇA Homem efetua disparos a esmo na Várzea O homem não foi identificado e a Polícia Militar não tinha informações sobre o caso até o fechamento desta matéria.

Por: Osnaldo Moraes

Publicado em: 29/10/2018 00:09 Atualizado em:

Segundo testemunha, disparos repetidos foram efetuados próximo da lombada eletrônica da Várzea. Imagem: Google Street View (Ago2017)
Segundo testemunha, disparos repetidos foram efetuados próximo da lombada eletrônica da Várzea. Imagem: Google Street View (Ago2017)
Um homem não identificado assustou habitantes e pessoas que tentavam aproveitar a noite deste domingo nas imediações do número 1.035 da  Avenida Afonso Olindense, na Várzea, Região Oeste do Recife, quando efetuou disparos a mesmo. Segundo uma testemunha que pediu para não ser identificada, os disparos foram efetuados de dentro de um carro branco de modelo e placas não anotados. O Diario de Pernambuco tentou obter confirmação da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), sem sucesso. Responsável pelo policiamento ostensivo da área, o 12º Batalhão da PMPE não tinha registro do caso às 23h02.

Outra pessoa cuja identidade é preservada disse que estava em uma lanchonete quando chegou um rapaz assustado falando que “na lombada eletrônica da Várzea, um cidadão de bem eleitor de Bolsonaro saindo carro e com uma metralhadora descarregando ela atirando pro alto”. A testemunha entrevistada pelo DP disse que o homem passou na lombada da Várzea, próximo da Bellas Pizzas, com uma arma pra fora do carro, atirando pra cima. 

“Não dava pra ver nenhum detalhe dele porque ele tava dentro do carro. Só dava pra ver a ponta da arma”, disse, acrescentando que o fato ocorreu aproximadamente às 19h30 e o carro era branco,mas que não conseguiu anotar as placas. “Ele disparava pela abertura do teto”, disse. “Todo mundo ficou paralisado. Ele veio (de) poucos metros antes já disparando. Durou menos de um minuto”, lembrou. 

Ainda segundo a testemunha, foram disparos contínuos que ela acreditava terem sido efetuados por uma pistola cromada de repetição, embora outras pessoas acharam que seria uma arma de maior calibre. Talvez por isso houve relato de que teria sido uma “metralhadora”. Como a cena absurda ocorreu próxima da lombada eletrônica, é possível que a câmera dela tenha flagrado o veículo e quem efetuou os disparos.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.