violência Três jovens são assassinados a tiros em Gravatá Os jovens, de idade entre 16 e 18 anos, ouviam música quando foram surpreendidos pelos criminosos, que já chegaram atirando.

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 03/10/2018 19:41 Atualizado em: 03/10/2018 21:07

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Três jovens com idades entre 16 e 18 anos foram mortos e uma quarta vítima ficou ferida, ontem, em Gravatá. O triplo homicídio ocorreu em uma antiga fábrica de cerâmica, em Gravatá, no Agreste do estado, no bairro do Prado. Entre os mortos estão: Hugo Henrique Rezende Pereira, Carlos Eduardo Gonçalves Monteiro e Deivison Wesley Gonzaga. Os três corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de Caruaru. A vítima baleada, Igor Thiago Lima de Vasconcelos, único sobrevivente, foi levado para o Hospital Municipal Doutor Paulo da Veiga Pessoa, mas devido as gravidades do ferimento acabou sendo transferido para o Hospital da Restauração (HR), no Recife.

Ontem a Polícia prendeu três suspeitos de fazer parte da chacina em Gravatá. Eles foram levados para a delegacia da cidade onde vão prestar depoimento e depois serão encaminhados para audiência de custódia. No local do crime, a Polícia havia encontrado vários projéteis e com os suspeitos foram apreendidas armas e munição, sendo uma delas de fuzil. Uma das hipóteses é que o crime tenha sido motivado por briga entre facções.

Nas paredes das ruínas da edificação há frases com assinaturas que remetem a grupos criminosos. Segundo a Polícia no local funcionava um ponto de tráfico de drogas e uma das hipóteses é de uma briga entre as facções.

Igor está internado no Hospital da Restauração. Ele poderá ajudar a Polícia a esclarecer detalhes da chacina. De acordo com o HR, o paciente está no setor de trauma com um edema no rosto. Os médicos aguardam a lesão desinchar para avaliar a possibilidade de cirurgia. O quadro dele é estável. O caso está sendo investigado pelo delegado Álvaro Graco, titular da Delegacia de Gravatá.
 
Duplo
O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga um duplo homicídio ocorrido na noite de terça-feira no bairro de Brasília Teimosa, Zona Sul do Recife. Uma terceira pessoa também ficou ferida no tiroteio dentro de uma residência na Rua Lupércio, que foi invadida por homens armados. O crime aconteceu por volta das 18h. De acordo com o comandante do 19° Batalhão da Polícia Militar, Paulo Matos, a suspeita é de que os assassinatos tenham relação com a disputa pelo tráfico de drogas na área.

“A casa onde as vítimas estavam era conhecido como ponto de venda de drogas em Brasília Teimosa”, disse o policial. O homem baleado foi socorrido na emergência do Hospital Getúlio Vargas. Ele se feriu nas costas e o tiro saiu pelo ombro. Os mortos foram levados para o Instituto de Medicina Legal. Os dois homens foram identificados como Eduardo Roberto da Silva, 50 anos, e Jailson Pereira dos Santos, 39.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.