Saúde SES reforça importância do enfrentamento à sífilis Programação é voltada para profissionais de saúde bucal

Publicado em: 01/10/2018 14:20 Atualizado em: 01/10/2018 14:22

Imagem: Divulgação/SES
Imagem: Divulgação/SES

Nesta segunda-feira (1º), o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES), promove, no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), das 9h às 17h, seminário para o enfrentamento da sífilis. O encontro é voltado para profissionais de saúde bucal que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS) a fim de fortalecer um olhar multidisciplinar no enfrentamento da doença - infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. Haverá a transmissão ao vivo do evento para as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), distribuídas em todo o Estado de Pernambuco, por  meio de videoconferência.

"Um dos objetivos desse evento é proporcionar uma resposta rápida à sífilis nas variadas redes de atenção. Por isso, a importância de fortalecer o entendimento desta infecção a dentistas e auxiliares de saúde bucal que estão inseridos na rede de assistência básica municipais. É preciso mobilizar e alertar os profissionais sobre os cuidados", comenta o coordenador de Saúde Bucal da SES, Paulo César de Oliveira. 

O seminário reúne profissionais da atenção primária, laboratórios regionais de prótese, rede de urgência e emergência em Odontologia e Centros de Especialidades Odontológicas dos municípios de Igarassu, Olinda, Paulista, Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Petrolina, no sertão do São Francisco - cidades consideradas prioritárias no combate à doença. Haverá, além da programação científica, treinamento em testagem rápida de sífilis, HIV e hepatites.

Pela manhã, haverá o painel Um olhar multidisciplinar no enfrentamento da sífilis. A palestra sobre a importância do diagnóstico e prevenção da sífilis congênita será realizada por meio da gerência da Saúde da Mulher, apresentada pela obstetra Letícia Katz. Ainda haverá o tema Desafios do cuidar do homem e serviços de atendimento e assistência para este público, com Valéria Pastor, gerente da Saúde do Homem e Idoso da SES. A população LGBT também terá um olhar específico, por meio da coordenação da Saúde LGBT, com palestra do coordenador Luiz Valério. Ao final da manhã, ocorrerá a apresentação do cenário epidemiológico da sífilis e outras infecções sexualmente transmissíveis em Pernambuco, com a gerente do setor, Camila Dantas. 

Pela tarde, haverá o painel intitulado A saúde bucal no diagnóstico e tratamento da sífilis, com o tema Saúde Bucal e as manifestações orais das IST's, com Paulo Santos; e o estudo da estomatologia com a cirurgiã-dentista, Fabiana Mota. Também haverá experiências das gestões públicas municipais para enfrentamento da sífilis das cidades do Recife, Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes.

A SES tem reforçado com os municípios a importância do diagnóstico precoce da doença, que tem registrado um aumento no número de casos em todo o país, atuando com o projeto Quero Fazer, que, semanalmente, oferta testes rápidos de sífilis e HIV de forma itinerante. Importante frisar, ainda, que o teste rápido de sífilis pode ser feito em postos de saúde, Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) e algumas ONGs, além das unidades que realizam pré-natal.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.