Policiamento Diretores da UPE pedem mais segurança para campus de Camaragibe Reitores e professores estiveram reunidos com a cúpula da Secretaria de Defesa Social para discutir a situação de violência da Faculdade de Odontologia

Publicado em: 28/09/2018 11:50 Atualizado em: 28/09/2018 11:58

Estudantes e professores denunciam que são assaltados ao se dirigir a parada de ônibus em frente ao prédio da faculdade. Imagem: Arquivo/DP
Estudantes e professores denunciam que são assaltados ao se dirigir a parada de ônibus em frente ao prédio da faculdade. Imagem: Arquivo/DP

O Reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), professor Pedro Falcão esteve na última  terça-feira (25) com o Secretário de Defesa Social (SDS), Antônio de Pádua Cavalcanti, para tratar da segurança das unidades de educação e saúde da instituição. Na pauta do encontro, a principal queixa: os sucessivos assaltos e violência no campus de Camaragibe da UPE, onde funciona a Faculdade de Odontologia de Pernambuco (FOP). Diante da situação tão crítica, a universidade já avalia com a reitoria a mudança para o campus de Santo Amaro, no Recife.

"Não temos outra alternativa. O jeito é dividir o espaço com outros cursos da área de saúde. A reitoria até já sinalizou de forma positiva", comentou a diretora da FOP, Mônica Pontes, que participou da reunião na SDS. Segundo ela, vários professores e alunos já foram alvos de assalto na chegada e saída do campus até a parada de ônibus, trajeto considerado muito arriscado, principalmente no entardecer. O aumento da violência no campus de Camaragibe já obrigou a direção da unidade encerrar o expediente mais cedo, antes das 17h.

A reunião com a SDS também foi acompanhada do diretor da Diretoria Integrada Metropolitana, coronel Ricardo José Barbosa da Silva. Também participaram o Pró-reitor Administrativo da UPE (Proadmi), Rivaldo Albuquerque, a diretora do Instituto de Ciências Biológicas da UPE (ICB), professora Rita Moura, e a coordenadora setorial administrativa da Poli/UPE, Eliane Dourado, representando o campus Benfica.

A SDS-PE informou que a Polícia Militar já amplicou as rondas a pé, de moto e com viaturas. A secretaria disse ainda que, dentro da Operação Transporte Seguro, já é feita abordagens rotineiramente em frente ao ponto do ônibus da faculdade. O policiamento na área da faculdade é de responsabilidade do 20º Batalhão da PM. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.